Novo ano, grandes desafios!

O ano começa trazendo grandes desafios para a área da Educação. De um lado as expectativas criadas com a eleição vitoriosa de um novo governo preocupado com a Educação e com a Ciência tensionam o espaço público. De outro, temos acompanhado como as diferentes associações, sindicatos, movimentos sociais e sociedade civil têm buscado disputar os sentidos das novas políticas educacionais e de financiamento frente à grande ofensiva de iniciativas empresariais e conglomerados que desejam ampliar sua hegemonia na área da Educação.

A Democracia foi violentamente atacada pela invasão e depredação do Congresso Nacional, por vândalos e bolsonaristas golpistas que não aceitaram o resultado das eleições. A democracia venceu, mas continua fragilizada frente às forças que a corroem.

O Programa Pensar a Educação, Pensar o Brasil continua ocupando o espaço das discussões em defesa de uma educação pública, gratuita e de qualidade social, que contribua para elevar a qualidade democrática das nossas instituições. Debateremos ao longo deste ano com articulistas de todo o Brasil assuntos que atravessam a Educação e que nos engajam em defesa de um projeto de Brasil menos desigual e mais justo.

O nosso jornal Pensar a Educação Em Pauta tem o objetivo de reunir e disponibilizar reflexões, informações e produção de conteúdos sobre a educação brasileira e latino-americana, constituindo-se na prática de comunicação pública de pesquisas, experiências e reflexões em educação. Com um público-alvo que abrange estudantes de graduação e de pós-graduação, professoras e professores da educação básica e pesquisadores, o jornal circula semanalmente, às sextas-feiras, com acesso gratuito, e é enviado para seus assinantes.

Também é importante dizer que a primeira edição do ano vai ao ar na semana em que celebramos o dia de luta das mulheres. O jornal Pensar a Educação em Pauta se orgulha em apresentar que sua equipe editorial e sua equipe de articulistas são formadas majoritariamente por mulheres. De 2010 a 2021, 72,7% dos(as) novos(as) mestres(as) e 53,1% dos(as) novos(as) doutores(as) são mulheres. Ao mesmo tempo que encaramos grandes desafios, a esperança de dias melhores continua a nos movimentar rumo à Educação e ao país que desejamos construir. Esperamos contar com você nesta nova jornada!


Imagem de destaque: Autoria própria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *