Relatório de trabalho missão de estudos CAPES intercâmbio estudantil PROMOB/UFMG 2017 – Luzianne dos Santos

ALUNA: Luzianne dos Santos

Por meio do Programa de Estímulo a Mobilidade e ao Aumento da Cooperação Acadêmica da Pós-Graduação em Instituições de Ensino Superior de Sergipe – Promob Edital 08/2013 – Capes/Fapitec, tive a oportunidade de participar das 12º e 13º edições Colóquios de Verão realizados pelo Projeto “Pensar a Educação, Pensar o Brasil” que ocorreu nos anos de 2016 e 2017, sendo que este está atrelado ao Projeto Moderno, Modernidade e Modernização – PMMM. No ano de 2016 o evento teve como conferencista o professor Fausto Brito da Faculdade de Economia da UFMG. Os temas abordados nesse período enveredaram pelos direitos humanos, ideologia racial e economia política, cujas discussões acerca dos referidos temas possibilitou um melhor entendimento na minha vida acadêmica, embora o tema que não estivesse diretamente relacionado ao meu objeto de pesquisa, no entanto, contribuiu metodologicamente principalmente para a escrita da dissertação, além de ter permitido entender de forma mais aprofundada questões escravistas no Brasil.

Em 2017 o evento contou com a participação das professoras Claúdia Mayorga Borges (UFMG) e a professora Ângela Maria Alonso (USP). As contribuições da primeira professora estiveram voltadas para as Questões Raciais e Feministas: perspectivas do Sul”, chamando atenção para os movimentos de gênero e desigualdade.

A segunda apresentou a construção metodológica do seu livro “Flores votos e balas: o movimento abolicionista brasileiro de 1868 a 1888”, o que considerei importante para a minha vida acadêmica, pois instigou-me a pensar os elementos da pesquisa naquele momento no que dizia respeito a escolha da metodologia, seleção de fontes,  uma vez que a verbalização da professora apresentou aspectos a respeito da escrita.

Por fim, a participação nessas missões de estudo na condição de estudante do curso de mestrado em educação da Universidade Tiradentes, foi muito pertinente pois possibilita ao pesquisador intensificar as discussões e estabelecer diálogos com os demais pesquisadores das instituições participantes do projeto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *