Menu
Coletivo Geral Infâncias

coletivo.infâncias@gmail.com  / Instagram: @coletivogeral

* O Coletivo Geral Infâncias surgiu em 2018 na Faculdade de Educação (UFMG), fruto de pesquisas desenvolvidas por três estudantes da Pós-Graduação, com o objetivo de dar visibilidade à temática da infância por meio do engajamento entre profissionais que atuam em frentes com, para e sobre a criança no território de Belo Horizonte. O grupo transdisciplinar hoje reúne áreas de atuação e pensamento plurais, como Artes, Educação, Direito, Arquitetura e Psicologia, conformando uma rede de integração, suporte e diálogo sobre as crianças em seus variados contextos de vida. Desse modo, constitui uma iniciativa independente para a mobilização na luta pela qualificação dos tempos da infância.

Infâncias e desigualdades sociais: privilégios da quarentena?

Karina Lúcia Pereira* Luciana Maciel Bizzotto** Coletivo Geral Infâncias A visão democrática da ação viral do Covid-19, mais do que uma limitação em compreender os diferentes estágios de uma pandemia, é resultado de um movimento de constante negação da sociedade…

O brincar e o espaço da casa na quarentena

Juliana Daher* Túlio Campos** Babita Faria Coletivo Geral Infâncias Desde o início do isolamento social, somos desafiados a repensar novas maneiras de organizar nosso cotidiano e convidados a refletir sobre as nossas formas de escuta, olhares e jeitos de viver.…

Crianças e adultos na quarentena: um convite às escutas possíveis e sensíveis

Marcela C. Dias* Laysa Mari Akeho** Aline R. Gomes Coletivo Geral Infâncias Na semana passada, anunciamos uma série de matérias como forma de discutir com o leitor sobre as infâncias e a quarentena. Hoje optamos por refletir sobre a escuta…

Infâncias em quarentena? Sobre desafios e descobertas

 Larissa Altemar Babita Faria Aline R. Gomes Coletivo Geral Infâncias* Ao inaugurarmos a nossa colaboração em março, não imaginávamos que o tema inicial, ”a relação entre crianças e mulheres”, ganharia outras nuances nas últimas semanas. O coronavírus (COVID-19) nos exigiu…

Mulheres, crianças e um movimento coletivo: reflexões a partir do mês de março

Aline R. Gomes Babita Faria Larissa Altemar Coletivo Geral Infâncias* Você já ouviu a expressão “é preciso uma aldeia inteira para educar uma criança”? O famoso provérbio africano se apoia na ideia de que um contexto educativo favorável às crianças…