Educação pelo Brasil, 248

A ocultação dos programas de governo e a colheita dos frutos podres – Tiago Tristão Artero – EXCLUSIVO
Nossa sociedade necessita, ainda, entender o porquê da história dos índios e negros terem sido apagadas, o conhecimento e a cultura destes povos, menosprezados.

Infância e a promessa de um novo começo – Marcelo Silva de Souza Ribeiro – EXCLUSIVO
Nesses tempos sombrios e destituídos de esperanças, a infância, e com ela a própria imagem da criança, é significativo para continuarmos resistindo a onda totalitarista e fascista que assalta o mundo.

A mesma fórmula – Dalvit Greiner de Paula – EXCLUSIVO
Em política, desconfie sempre de todo discurso ou atitude de governo que se diz neo ou novo. Este é um forte indicativo de que algo velho, muito velho terá uma nova roupagem e será vendido como aquilo de mais moderno que existe no mundo.

Integrando os quatro pilares do século 21: Educação de Qualidade paraaEra Pós-Contemporânea – Vagner Luciano de Andrade – EXCLUSIVO
O ecúmeno mudou novamente e o mundo não é mais o mesmo. Novas mentalidades encontram-se em sedimentação e faz-se necessário elencar um marco comum para a humanidade que evidencie que mudamos de era.

Ensino de Ciências e Educação democrática – Adriana Mohr
Desde o primeiro semestre de 2019 o Grupo Casulo, da Universidade Federal de Santa Catarina, faz parte da Ação Educação Democrática. A iniciativa realiza um seminário dedicado ao ensino de ciência e a educação democrática.

De ato nas ruas a reunião com o ministro: a UNE na crise da educação – Nexo
Novo presidente da entidade de estudantes, Iago Montalvão diz ao ‘Nexo’ que diálogo com ministro da Educação é vitória dos estudantes, mas cobra Abraham Weintraub: ‘Não adianta se reunir e depois ir ao Twitter falar mal’.

Future-se: diretrizes vagas para a educação superior brasileira – Roberto Imbuzeiro (via Blog Ciência & Matemática/ O Globo)
Do meu ponto de vista o MEC escolheu um bom modelo para se inspirar. A pergunta é se o Future-se faz jus a essa inspiração. Entendo que a resposta é “não”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *