Educação em debate, edição 255

A classe dominante e a censura decorrente do racismo estrutural nas escolas – Tiago Tristão Artero – EXCLUSIVO
Na busca por um Brasil moderno e civilizado, os escravizados negros e indígenas tiveram que assumir um papel de subalternidade.

O ser humano tem possibilidades ilimitadas de identidade – Antonio Teixeira – EXCLUSIVO
Existe um só gênero: Homo sapiens. Cada ser humano neste gênero tem sua unicidade biológica.

Jornalismo de educação na era da desinformação – Maria G. Lara – Observatório da Comunicação Pública da Ciência – EXCLUSIVO
Na UFMG, a jornalista e historiadora Marta Avancini falou sobre divulgação científica, fake news e as novas dinâmicas do jornalismo.

Nota do ICOM Brasil em defesa das políticas de preservação do patrimônio cultural brasileiro – SISEMSP
O Comitê Brasileiro do Conselho Internacional de Museus (ICOM Brasil), em consonância com outras entidades da área cultural e da sociedade civil, vem a público pedir o compromisso de todos os níveis de governo na manutenção das políticas de preservação do patrimônio material e imaterial nacional, portadores de referência à identidade, à ação, à memória dos diferentes grupos formadores da sociedade brasileira, conforme disposto no Artigo 216 da Constituição Federal.

Mobilização de professores – Denise Romano
Na coluna desta semana a coordenadora do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais, Denise Romano, fala sobre a necessidade de mobilização da categoria para que o governador pague o Piso Salarial Profissional, direito que é respaldado pela Constituição Federal.

Educação e Democracia –  Inês Barbosa
Considerar o currículo quando falamos de educação democrática é fundamental e esse é o ponto de pesquisa da ex-Presidente da Associação Nacional de Currículo.

BNC da Formação: a educação e a profissão em risco – Blog Formação de Professores
Ao que tudo indica, o MEC/CNE busca consolidar a 2° fase da reforma educacional, alterando radicalmente a política nacional de formação dos profissionais da educação, com uma cadeia de ações no âmbito da formação continuada e carreira.

CNTE repudia a privatização de escolas públicas e a terceirização de seus profissionais no Estado da Bahia e em outras unidades federativas – CNTE (via Avaliação Educacional)
A Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação faz uma análise crítica do processo de “publicização”, leia-se privatização, do governo do PT na Bahia.

“Todos” pela Barbárie – Fernando Cássio (via Professores contra o Escola Sem Partido)
É óbvio que diferentes valores morais coexistem na sociedade e que isso deve ser reconhecido. Só que coexistência não é o mesmo que equivalência, pois alguns dos referidos “valores” simplesmente discriminam e negam a dignidade de pessoas e grupos sociais.

Weintraub ameaça o conhecimento – AdUFRJ
Em novos ataques à universidade pública, o ministro da Educação defendeu a redução dos salários dos professores das universidades federais e a contratação a partir da CLT.

A educação merece mais – Gaúcha Zero Hora
Faria bem ao país se o ministro Abraham Weintraub deixasse um pouco de lado as provocações nas redes sociais e finalmente apresentasse um plano robustopara reinventar a área no Brasil.

A “farra” do EaD – Avaliação Educacional
Com o discurso da competência e da eficiência, estabelece o mito da nota mais alta como referência de qualidade e em seguida desqualifica a educação pública para abocanhar os recursos públicos da educação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *