Educação em debate, edição 232

Economista na educação: a continuidade do desmonte do MEC – Tiago Tristão Artero – EXCLUSIVO
Até pouco tempo atrás não era provável que um economista sem relação clara com a academia e com a educação estaria ocupando o posto de Ministro da Educação, hoje isso já é uma realidade.

Uma pessoa que sabe ler e escrever – Dalvit Greiner – EXCLUSIVO
Temos, sim vários problemas tanto no processo educativo quanto na organização e financiamento da escola que não permite aos professores e professoras atacarem o problema na sua raiz, na sua radicalidade.

O avanço do conservadorismo na Educação – Maciana Freitas e Souza – EXCLUSIVO
Toda e qualquer alteração deveria respeitar o princípio da vedação do retrocesso social, que obriga o poder público a reconhecer as especificidades dos sujeitos sociais e, a se colocar como o lócus para a sua proteção.

Se o campo não roça, a cidade não almoça! Se o campo não planta, a cidade não janta! – Vagner Luciano de Andrade – EXCLUSIVO
Assim como as questões étnico-raciais são ainda fontes de preconceitos no país, a ruralidade e a diversidade religiosa também o são, necessitando de novos mecanismos de desconstrução dos absurdos e abismos ainda existentes.

Quando o seu objeto de pesquisa morre – Leide Mara Cota – EXCLUSIVO
O descaso com a preservação da memória de nosso povo e aqui, em especial, da Rádio Inconfidência, é sintoma de uma sociedade que tende a perder seu sentido e significado.

Sai Velez, entra Weintraub – Educação em Pauta – Luciano Mendes
Na coluna desta semana, o jornalista da Rádio UFMG Educativa, Vinicius Luiz conversou com o professor Luciano Mendes que fez um balanço da passagem do colombiano Ricardo Vélez à frente do MEC e fez ponderações sobre o novo ministro, o economista Abrahan Weintraub.

Luta pelas vítimas do crime em Brumadinho – Pensando Bem – Denise Romano
Na coluna desta semana a diretora estadual do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação, Denise Romano, manifesta, em nome do Sindicato, solidariedade aos atingidos pelo crime da Vale, em Brumadinho.

Democracia, gênero e sexualidade – Fernando Seffner
A Ação Educação Democrática foi proposta no grupo que trata de Gênero, Sexualidade e Educação da Associação Nacional de Pós Graduação e Pesquisa em Educação. O professor Fernando Seffner, docente na Universidade Federal do Rio Grande do Sul e coordenador do GT fala sobre a iniciativa.

Como inserir as redes sociais na aula e sensibilizar os alunos a respeito? – #MidianaEscola
Na estreia da sessão especial #MidianaEscola, o programa de rádio Pensar a Educação, Pensar o Brasil recebeu a professora Darles Matos e o Ronaldo Lucio vice diretor  da Escola Estadual Claudio Brandão (Belo Horizonte) e Danielle Baldez da Escola Estadual Walt Disney (Belo Horizonte) para apresentar experiência de Redes Sociais nas escolas que atuam.

Por que a Alemanha decide quais crianças aos 10 anos são aptas para ir à universidade – El País
Modelo educacional do país suscita polêmica entre especialistas. Seus defensores apresentam dados para endossar o sucesso

As escolas e as formigas – Michelle Ristow (Rede Professores Trasformadores)
Se acreditamos que a educação se faz a partir de um coletivo de pessoas em que essas pessoas constroem e convivem com outras pessoas, por que sermos, tantas vezes, individuais, limitados, apreensivos e rígidos quando o maior dos aprendizados é a interação e a partilha com o outro?

Separando meninos e meninas na escola: a receita feminista islandesa pela igualdade – El País
Uma rede escolar da Islândia empodera os pequenos com habilidades sem estereótipos de gênero

Cem dias sem MEC, mas a educação não parou – Estadão
Há movimentação intensa para apoiar uma agenda com foco nas pautas centrais

MEC: mais do mesmo (ampliado) – Avaliação Educacional
Novamente o governo desperdiçou a possibilidade de pacificar o MEC pelo menos com a área liberal da educação.

Cem dias sem avanços – Todos Pela Educação
Monitoramento dos três primeiros meses do Governo Federal aponta que MEC tem deixado de lado o enfrentamento dos reais problemas da Educação brasileira

UNESCO recebe inscrições para prêmio sobre educação de mulheres e meninas – ONU
A agência da ONU chama governos e ONGs parceiras a indicar pessoas ou instituições para o concurso, que visa reconhecer projetos de promoção da igualdade gênero na educação e por meio do ensino.

A carga horária dos cursos universitários no Brasil é excessiva? – Ciência e Matemática (Folha)
É importante um debate mais qualificado sobre as razões pelas quais insistimos em uma tradição de fixar extensas cargas horárias para nossos cursos de graduação, que ainda por cima tendem a ser crescentes com o passar do tempo.

Educadores criticam inexperiência do novo ministro da Educação – O Globo
Para especialistas, falta de atuação de Abraham Weintraub na área preocupa, mas poderia ser compensada por equipe técnica

Em defesa de um verdadeiro projeto educacional para o MEC! – ANPG, UNE e UBES
Precisamos continuar atentos. Caiu um ministro incompetente, mas o projeto que representava permanece.

Carta aberta à sociedade – ABRALE
Declarações vindas de diversas partes do governo, em especial do MEC, acerca da elaboração dos conteúdos didáticos têm trazido enormes preocupações ao conjunto de autores de livros educativos, representados pela Abrale.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *