Educação em debate, edição 230

Reflexões sobre o massacre de Suzano e a busca por outros contextos de desenvolvimento – Marcelo Silva de Souza Ribeiro – EXCLUSIVO
De toda a sorte, e mesmo sabendo que as escolas de ontem enfrentavam desafios diferentes das de hoje, as perguntas mais angustiantes continuam no ar.

O que ninguém fala, a Escola deve falar – Dalvit Greiner de Paula – EXCLUSIVO
Se o resto é silêncio, tal silêncio deve ser uma opção, não uma imposição ou uma doença.

Carta à sociedade brasileira – Governo Federal quer desconstruir o Caqi/Caq com a anuência do conselho nacional de educação – Campanha Nacional Pelo Direito à Educação
É preciso defender o sistema CAQi/CAQ, cujo objetivo é garantir que todas as crianças, todos os adolescentes, jovens, adultos e idosos que cursam ou deveriam cursar a educação básica tenham escolas dignas e capazes de garantir a realização do processo de ensino-aprendizagem.

País fica sem termômetro da aprendizagem – Estadão
É muito preocupante a solicitação do MEC para que o Inep adie a aplicação da avaliação de alfabetização, que ocorreria neste ano

Assédio contra professores: como lidar com isso? – Fernando Seffner (Território Escolar)
Este vídeo reúne materiais produzidos por coletivos de docentes ou por instituições sobre o assunto. Eles contem informações e dicas sobre maneiras de lidar com essas situações.

Diretor da Ação Educativa vê “corrosão geral” no MEC – A Pública
Para Roberto Catelli, pautas reais da Educação vem sendo abandonadas por questões ideológicas do governo e não há diálogo entre sociedade civil e Ministério

O que é o método fônico de alfabetização recomendado pelo MEC – NexoProfessores brasileiros entre os melhores do mundo? Sim! – Nova Escola
Estamos ocupando cada vez mais espaços de destaque mundial, mas precisamos ser mais valorizados aqui dentro. O método se opõe a técnicas construtivistas, que privilegiam a leitura de textos. Especialistas divergem sobre o tema

Estrago no Ministério da Educação levará 50 anos para ser reparado – Pragmatismo Político
O estrago que Vélez Rodriguez e discípulos de Olavo de Carvalho causaram no Ministério da Educação levará pelo menos 50 anos para ser consertado

“A gente está vendo a corrosão geral das políticas estabelecidas no MEC” – El Pais
Para diretor da Ação Educativa, pautas reais da Educação vêm sendo abandonadas por questões ideológicas. Segundo Roberto Catelli, não há diálogo entre sociedade civil e o Ministério da Educação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *