Menu

Ano 4 – Nº 137 / sexta-feira, 23 de setembro de 2016

EDITORIAL

22 de Setembro de 2016: as razões de nossa luta!

Ontem, 22 de setembro de 2016, centenas de milhares de brasileiros e brasileiras, das mais diversas idades, raças, grupos sociais, regiões, escolaridade foram às ruas, em manifestações unificadas, para combater o golpe contra a democracia e o desmonte do Estado e das Políticas Públicas no país. Leia mais.

SEMINÁRIO ANUAL

No dia 29 de setembro, o Pensar a Educação, Pensar o Brasil terá uma programação especial. Neste dia, teremos a oportunidade de discutir sobre Divulgação Científica e Educação Especial. As atividades começam às 14 h, com a conferência: “A divulgação científica no Brasil no século XXI” ministrada pelo professor Ildeu Moreira, da UFRJ.

Às 16:30 o projeto lança o livro “Universidade, memória e patrimônio”, organizado pelos professores Adalson Nascimento, da Escola de Ciência da Informação, e Andrea Moreno, da Faculdade de Educação da UFMG. A publicação é da editora Mazza e tem o selo da série Estudos Históricos, da Coleção de Livros do Pensar a Educação, Pensar o Brasil. Na ocasião também serão lançados os livros “Discursos e Sensibilidades em educação e Direitos Humanos”, organizado por Maria Elizete Guimarães Carvalho e publicado pela editora UFPB; “Mulher-Fósforo”, de Mariana Tabosa, publicado pela Linguaraz Editora; “Escrituras do Corpo na História”, organizado por Iranilson Buriti de Oliveira e Matheus da Cruz e Zica, da Editora Pismas; e os livros “Literatura e Formação no Século XIX – A escritura de Bernardo Guimaraes”, e “Masculinidades Possíveis – Representações de Gênero em Disputa no século XIX brasileiro”, ambos de autoria de Matheus da Cruz e Zica e publicados pela Editora UFPB.

A programação se encerra com a conferência “A Educação básica interroga a Universidade: sobre o Atendimento Educacional Especializado (AEE)”, às 19h. O encontro, organizado em parceria com o Grupo Interdisciplinar de Estudos sobre Educação Inclusiva e Necessidades Educacionais Especiais (GEINE), faz parte do Seminário Anual do Pensar a Educação, Pensar o Brasil. A professora da UFMG, Regina Célia Campos, e a professora Luciana Chaves Pacheco, que atua no atendimento educacional especializado da Prefeitura de Belo Horizonte (AEE), conduzem a conferência.

Todas as atividades do dia 29 de setembro serão no Auditório Neidson Rodrigues, na Faculdade de Educação da UFMG. As conferências terão transmissão ao vivo pela Radio Web FaE e também pelo canal do Projeto Pensar a Educação Pensar o Brasil no YouTube. Outras informações nowww.pensaraeducacao.com.br e pelo telefone 34095355.

NAS ONDAS DA EDUCAÇÃO

Encerrando a Série de entrevistas sobre as eleições, o Pensar a Educação, Pensar o Brasil do dia 26 de setembro vai discutir sobre a mobilização social e a experiência de voto dos jovens. Por isso, vamos receber representantes do Fórum das Juventudes da Grande BH.

Segunda também tem a coluna Educação em Pauta, com o professor Luciano Mendes,a Agenda da Educação, com os principais eventos da semana, a coluna Pensando Bem e a sessão especial Educação e Mídias.

ENTREVISTA

“Série Eleições: Escola Integrada” – Professora Arminda Aparecida de Oliveira

A Escola Integrada é reconhecida por seu esforço em integrar o ambiente escolar com dispositivos e realidades da cidade. Por isso, precisamos ficar atentos ao que os candidatos e candidatas à Prefeitura e Câmara de Vereadores têm de propostas para essa área da educação. Para saber melhor sobre o funcionamento e necessidades da Escola Integrada, o Pensar a Educação, Pensar o Brasil recebeu no dia 19 de setembro, a gerente de Educação Integral, Direitos Humanos e Cidadania da Secretaria Municipal de Educação de Belo Horizonte, Arminda Aparecida de Oliveira.

CONVITE À LEITURA

Dona Ursula – Eliane Marta

Eu disse certa vez, que não procuro, acho. E assim foi com esse texto abaixo reproduzido. Admirada por saber que o escritor Joaquim Manoel de Macedo havia escrito um ANNO BIOGRAPHICO BRASILEIRO – 1876, destinado a ser apresentado na Exposição Nacional de 1875, e escrito a pedido da Comissão Organizadora, fui tomada de grande curiosidade. Folheando-o nesse excepcional instrumento de busca na web,  dei com primeiro verbete do volume três : 1º de Setembro D. Maria Ursula de Abreu e Lancastro.

EDUCAÇÃO EM DEBATE

Blog Pensar a Educação

Durante a última semana o Blog do Pensar a Educação publicou e compartilhou diversas reflexões sobre a educação brasileira, a começar sobre O ocaso do PIBID, sobre as novas denuncias feitas pelo Fórum Nacional PIBID após novas medidas que descaracterizam o programa. Além disso, também foram discutidas a queda do portal do CNPq e o atraso na publicação do Edital Universal do órgão, que colocam em cheque os investimentos em infraestrutura e dificuldades em realizar a transição entre governos. Sobre o ensino público no Brasil, o Blog compartilhou um texto de autoria da Profa. Sara Rojo, na página Profs. UFMG pela Democracia, no Facebook. E para finalizar a movimentada semana, A MP- do Ensino Médio, que se caracteriza como mais um duro golpe na democracia.

Série Golpe da coalizão PiG/PBBB no Brasil (2016) em diálogo com O 18 Brumário de Luís Bonarparte (1852) – Desfecho Temerário – Matheus da Cruz e Zica – EXCLUSIVO

Nesse último texto, o quarto da Série, estabeleceremos laços entre a figura de Michel (Fora) Temer e Luís Bonaparte, golpistas de países e tempos distintos, mas com muitas características em comum.

A Reunião de Pais: farsa que vira tragédia – Dalvit Greiner – EXCLUSIVO

Reunião de Pais na Escola pública para mim parece uma piada. Deveria ser uma coisa séria. Muito séria, por sinal, mas como ela sempre se repete, trimestralmente, a farsa vai virando tragédia e vice-versa. Todos perdem oportunidades incríveis de melhorar a escola. E quando digo todos, falo da secretária ou secretário de educação até o estudante mais novo da rede de ensino.

Mais promessas para a educação? – Nelson Pretto

Tempo de eleição, tempo de promessas, muitas promessas. A educação sempre esteve no foco das campanhas, demonstrando a importância da área. Mas isso não basta. Não esperamos dos candidatos propostas com um profundo nível de detalhamento, mas, sim, princípios que norteiem as ações futuras da governança no sentido de, a partir do Plano Municipal de Educação, que é Lei, promover o seu aprofundamento e, mais do que tudo, sua ampliação para resgatar o que lhe foi mutilado pela ação conservadora da Câmara dos Vereadores de Salvador.

Reforma de ensino médio do (des) governo de turno: decreta-se uma escola para os ricos e outra para os pobres – Anped

Uma reforma que retrocede ao obscurantismo de autores como Desttut de Tracy que defendia, ao final do século XIX, ser da própria natureza e, portanto, independente da vontade dos homens, a existência de uma escola rica em conhecimento, cultura, etc., para os que tinham tempo de estudar e se destinavam a dirigir no futuro e outra escola rápida, pragmática, para os que não tinham muito tempo para ficar na escola e se destinavam (por natureza) ao duro ofício do trabalho.

Universidade e formação para o mundo: o limiar entre a crítica e a especialidade – Boletim da UFMG

A conjugação do tripé ensino, pesquisa e extensão evoca a necessidade dos departamentos e cursos de lidar com problemas de natureza não departamentais, portanto, indutores da interdisciplinaridade.

“Educação pública e democrática” – Educação em Pauta – Luciano Mendes de Faria Filho
Esta semana, na coluna “Educação em Pauta”, o professor Luciano Mendes de Faria Filho comentou sobre os desafios da democratização da educação no Brasil contemporâneo. O professor também adiantou um pouco do que será debatido no Congresso de Educação do Vale do Sapucaí no sul do estado de Minas. A coluna foi gravada pelo Jornalista Vinicius Luiz para a Rádio UFMG Educativa.

“As ameaças da PEC 241”   Pensando Bem  – Beatriz Cerqueira

Beatriz Cerqueira fala sobre a Proposta de Emenda à Constituição número 241 de 2016. A proposta faz parte de um pacote de reajuste fiscal e prevê, entre  outras coisas, a flexibilização da verba destinada à saúde e educação.

Leia mais.

PLANOS DE VISTA

Educação Infantil e seus debates – Carlos Henrique Tretel – EXCLUSIVO

Ouvindo pela Educativa UFMG 104,5 FM a roda de conversa em que foi entrevistada a professora Evangely Albertini (ou Rodrigues?) no último dia 12, A Educação Infantil e as questões municipais, , veio-me o desejo de ver participando do bate-papo a Márcia e a Renata, professoras da rede de ensino paulistana, que eu ouvira recentemente falar também sobre as conquistas e os desafios postos à educação infantil, até para que chegássemos a uma avaliação melhor sobre a situação em que se encontra essa etapa da educação básica nos municípios de nossa região.

ENTREMEMÓRIAS

Samuel Graham: Memórias de um missionário presbiteriano no centro-oeste do Brasil  – Kamila Gusatti Dias – EXCLUSIVO

Registra-se que o referido Instituto Samuel Graham dissemina seus princípios educacionais protestantes e é importante destacar que, ao se “tentar” construir a história dessa instituição, é mister constatar que todos os atores e coadjuvantes envolvidos tiveram uma parcela de contribuição nesse enredo no panorama histórico.

PESQUISA EDUCACIONAL

FAGUNDES, Tatiana Bezerra. Os conceitos de professor pesquisador e professor reflexivo: perspectivas do trabalho docente. Revista Brasileira de Educação V.21, n.65, 2016

Este artigo situa e problematiza a natureza dos conceitos de professor pesquisador e professor reflexivo por meio da abordagem de estudo teórico-conceitual com o objetivo de verificar como eles foram apropriados pelo campo da educação e aplicados à formação e prática dos professores da educação básica. A partir dessa discussão, busca-se elencar elementos que possam contribuir com a (re)configuração do conceito de professor como pesquisador na atualidade.

CIÊNCIA E TECNOLOGIA

ONU destaca papel da ciência para acabar com pobreza extrema e combater mudança climática – ONU

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, advertiu que um maior espaço para a ciência na tomada de decisão internacional é essencial para acabar com a pobreza extrema e evitar a ameaça da mudança climática — metas estabelecidas na Agenda 2030 para Desenvolvimento Sustentável e no Acordo de Paris.

Leia mais.

EDUCAÇÃO PELO BRASIL

Entrevista com a Professora Monica Ribeiro da Silva (UFPR) sobre a Reformulação do Ensino Médio – ANPED News

Colocar a reformulação do EM somente no currículo é um reducionismo, uma simplificação. O currículo (que inclui o ensino, pois currículo não é apenas o texto, a proposta curricular) é um elemento fundamental, mas a ele precisam estar atreladas as demais condições já mencionadas.

Leia mais.

PENSAR INDICA

Projeto Brasil é uma Organização Não Governamental que busca dar transparência a questões importantes para os eleitores brasileiros fazerem escolhas mais informadas sobre os candidatos aos cargos eletivos majoritários – prefeitos, governadores e Presidente. Em 2016 o Projeto Brasil está se expandindo e coloca à disposição dos cidadãos o site e aplicativo Meu Voto, que permite que o eleitor avalie, conheça o histórico do político e compare as propostas de todos os candidatos dos 15 municípios com maior eleitorado do país. O internauta pode comparar as propostas dos políticos por categorias, como educação, mobilidade urbana, saúde e segurança pública. Além disso, há um extra para quem não tem um candidato preferido: um teste cego permite avaliar uma determinada proposta sem saber qual candidato a propôs.

INDICAÇÃO DO LEITOR

Suzana dos Santos Gomes – Conferência Internacional Sul-Americana: Territorialidades e Humanidades

Paula Cristina – Inscrições abertas para concursos na Universidade Federal de São João del-Rei

Gyna Ávila – IX Seminário do Cemef: Educação Física, História e Memória – 15 anos de trajetória

Participe do nosso jornal enviando sua indicação para o e-mail:

OPINIÃO DO LEITOR

Fabiane Gai Pereira em 18/09/2016 (CONVITE À LEITURA – Edição 136 – 16/09/2016 – Individualização, autorreferencialidade e educação contemporânea/Roberto Rafael Dias da Silva)

Interessante o uso do texto do Papa Francisco, Prof. Roberto! É mais uma evidência de que a individualização da sociedade é fato, e não opinião. E que tal fenômeno exige reflexão crítica dos educadores. 

Participe do nosso jornal enviando sua opinião ou comentário para o e-mail:

TIRINHA

Por Laerte Coutinho

É permitida a reprodução dos textos exclusivos, desde que seja citada a fonte.

O conteúdo dos textos publicados pelo Pensar a Educação em Pauta é de inteira responsabilidade de seus respectivos autores e não expressa necessariamente as opiniões de seus editores.

Projeto Pensar a Educação, Pensar o Brasil 1822/2022

Coordenação Geral – Luciano Mendes de Faria Filho e Tarcísio Mauro Vago

Pensar a Educação em Pauta
Coordenação Geral – Priscilla Bahiense e Luciano Mendes
Coordenação de Pesquisa e Diagramação: Sandra Ribas

Av. Antônio Carlos, 6627 – Belo Horizonte – MG – CEP: 31270-901
E-mail:  – Telefone: (31) 3409-6167

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *