Menu

Ano 4 – Nº 135 / sexta-feira, 9 de setembro de 2016

EDITORIAL

Independência e Educação

Quando, em 2006, organizamos o projeto Pensar a Educação Pensar o Brasil – 1822-2022, e o associamos explicitamente ao bicentenário da independência do Brasil, o fizemos justamente para chamar a atenção para o lugar simbólico ocupado pela educação nos projetos de independência do país e, ao mesmo tempo, para demarcar a educação como um importante lugar a partir do qual o Brasil poderia e deveria ser pensado. Leia mais.

NAS ONDAS DA EDUCAÇÃO

Com a chegada das eleições municipais o Pensar a Educação, Pensar o Brasil realiza uma série de entrevistas sobre questões municipais ligadas à educação. A segunda entrevista dessa série vai abordar a Educação Infantil, a área de responsabilidade do município.

Segunda também tem a coluna Educação em Pauta com o professor Luciano Mendes, a Agenda da Educação, com os principais eventos da semana, a coluna Pensando Bem e a sessão especial Cinema Falado, com Alexandre Pimenta.

ENTREVISTA

“Série Eleições: Plano Municipal de Educação ” – Professor Ramuth Marinho

No dia 05 de setembro, o Pensar a Educação, Pensar o Brasil iniciou uma série de entrevistas sobre a educação no âmbito municipal em preparação para as Eleições 2016. Recebemos na primeira entrevista o professor da rede municipal de Belo Horizonte e Mestre em Educação Ramuth Marinho, para falar sobre o Plano Municipal de Educação.

CONVITE À LEITURA

Um diálogo entre as artes – “O poderoso Chefão” as óperas e tragédias – Randlle Brito – EXCLUSIVO

O drama exacerbado, as grandes cenas carregadas de sentimento, as paixões proibidas, o fatalismo de ter um destino traçado, todos os elementos das óperas estão presentes nos três filmes.​

EDUCAÇÃO EM DEBATE

Blog Pensar a Educação

O Blog do Pensar trouxe, durante essa semana, quatro textos que apresentam reflexões sobre os impactos do Golpe sobre a educação e a democracia no Brasil. O doloroso artigo: Estamos de luto, nos traz os argumentos pelos quais nosso jornal está de luto frente ao Golpe.  No artigo O impacto da PEC 241 na Educação, o Prof. Luciano Mendes de Faria Filho reflete sobre a inconstitucionalidade da PEC 241 apontada por Paulo Sena, Assessor Parlamentar da Câmara dos Deputados.  O texto Ciência, Tecnologia e Inovação: um elogio às humanidades fala sobre o lugar das humanidades entre as áreas do conhecimento na atualidade. O texto Ameaça ao PNE e rumos da BNCC, de autoria das professoras Isabel Cristina Alves da Silva Frade e Maria Zélia Versiani Machado, da FaE UFMG, é uma nota de alerta sobre as ameaças ao PNE e sobre os novos rumos da BNCC e foi compartilhado pelo Blog. Há ainda uma breve análise a partir dos dados do Ideb

Série Golpe da coalizão PiG/PBBB no Brasil (2016) em diálogo com O 18 Brumário de Luís Bonarparte (1852) –  O papel do Partido da Imprensa Golpista– Matheus da Cruz e Zica – EXCLUSIVO

Nesse segundo texto pretendemos trazer o foco para outro importante elemento dessa conjuntura: o papel da grande mídia brasileira nos momentos que antecederam o golpe, preparando o terreno mental dos brasileiros, para aceitarem tal procedimento forjando-o como um passo legítimo, inclusive contra toda a também tendenciosa imprensa internacional que nesse caso específico não se atreveu a apoiá-lo.

Dos juízos sobre a irresponsabilidade – Ana Luiza Jesus da Costa – EXCLUSIVO

Quero falar de responsabilidade em um registro mais geral, tanto dos governos como da sociedade civil. Se fossemos julgar a falta de responsabilidade vigorosa e vigorante, não apenas pelo que alguns sujeitos fazem, mas pelo que amplos setores da sociedade deixam de fazer, haveria muitas condenações.

Sobre a política: o que pode, afinal, a educação? – Marcus Aurelio Taborda de Oliveira – EXCLUSIVO

Um dos aspectos que mais tem chamado a atenção nas polarizações atuais diz respeito à agressividade, na melhor das hipóteses, mas até mesmo à sua violência. Não é possível discutir aqui os motivos dessa explosão de ódio, e isso seria tema para uma equipe muldisciplinar de especialistas em comportamento humano ou, talvez, animal.

Família e poder paterno: (des)construindo conceitos em tempos de projeto Escola sem partido – Christian Lindberg L. do Nascimento – EXCLUSIVO

O texto constitucional é explícito, em seu artigo 205, quando afirma que a educação é um direito de todos e dever do Estado e da família. Por outro lado, a legislação infraconstitucional faculta, aos pais, o envio de sua prole para a instituição escolar, desde que o jovem cidadão submeta-se aos exames nacionais, com o intuito de ele ascender aos diversos níveis da educação formal. Mesmo com esta normativa, a maioria esmagadora dos pais e/ou responsáveis envia as crianças e adolescentes para a escola, consagrando-a como o espaço mais legítimo para educar alguém.

Mudaram a regra ou mudaram o jogo? – Dalvit Greiner – EXCLUSIVO

Se tivéssemos perdido nosso projeto político nas urnas, no voto popular, dentro das regras a Democracia brasileira teria vivido a sua mais brilhante experiência. A troca de projetos pelo desejo do povo, legítimo e soberano detentor do poder necessário para promover suas vontades é o que existe de mais salutar para as instituições de um país que se quer democrático.

89 anos da UFMG” – Educação em Pauta – Luciano Mendes de Faria Filho

UFMG faz aniversário em setembro abrindo contagem regressiva para comemoração de nove décadas de história. Na coluna de hoje, o professor Luciano Mendes faz uma análise de como a universidade pode reforçar os laços com Belo Horizonte e região. A entrevista é do jornalista Vinícius Luiz.

“O golpe e seus efeitos” – Pensando Bem – Beatriz Cerqueira

A coluna de Beatriz Cerqueira fala sobre a expectativa para a administração de Michel Temer e seu plano de governo. A coluna Pensando Bem é uma parceria do Pensar a Educação, Pensar o Brasil com o Sind-UTE MG.

Leia mais.

PLANOS DE VISTA

O Plano Municipal de Educação para uma São Paulo educadora – Carlos Henrique Tretel  – EXCLUSIVO

Enquanto escrevo, e até para que isso saia de uma forma minimamente contextualizada, me atualizo sobre as notícias do PNE, do PEE-SP e do PME-SP. Hoje navego pelo site da Câmara de Vereadores de São Paulo. Quando fico sabendo entre outras que o presidente de sua Comissão de Educação, vereador Reis, se encontra pela quarta vez à frente dessa importantíssima comissão.

ENTREMEMÓRIAS

Memórias do Grupo Escolar Dr. Fernando Alexandre – Ituiutaba–MG – Beatriz Aparecida Ribeiro da Silva – EXCLUSIVO

O Grupo Escolar Dr. Fernando Alexandre recebeu esse nome em homenagem ao ilustre prefeito de Ituiutaba, no início da república brasileira.

PESQUISA EDUCACIONAL

Mal necessário: creches no Departamento Nacional da Criança (1940-1970)– Lívia Maria Fraga Vieira

O objetivo do artigo é apresentar as propostas e os preceitos do Departamento Nacional da Criança (a partir de 1940) a respeito da creche, difundidos até o final dos anos 60, como parte da política de assistência à maternidade e à infância no Brasil. Consultando publicações desse órgão e afins, editadas durante os seus 30 anos de existência, foi possível concluir que a creche era vista como um mal, porém indispensável na luta contra a mortalidade infantil.

CIÊNCIA E TECNOLOGIA

O poder das perguntas – Boletim UFMG

Projeto de divulgação científica para crianças completa dez anos e é reconhecido pela Fapemig no campo da inovação em tecnologias educacionais.

Leia mais.

EDUCAÇÃO PELO BRASIL

Unesco: Brasil não vê educação como instrumento de qualificação de vida – Agência Brasil

De acordo com a coordenadora de Educação da Unesco no Brasil, Rebeca Otero, o Brasil é claramente um país que precisa repensar esse papel da educação. “No Brasil, vemos mais uma educação focada em determinados conteúdos, no Enem [Exame Nacional do Ensino Médio] e na prova de entrada da universidade, e os currículos pautados apenas pelos livros didáticos. Não se vê a educação como esse instrumento de qualificação da vida das pessoas”, disse.

Leia mais.

AMÉRICA LATINA 

Educação de Fronteira – Marcelo Camilo Pedra – EXCLUSIVO

A América Latina está destinada a integração. Em nenhum outro local do globo tantas nações compartilham suas histórias, tradições e lutas como aqui. Porém, e fundamental que poder público produza ações que garantam aos cidadãos latino-americanos uma integração real.

PENSAR INDICA

O I Simpósio Nacional Educação, Marxismo e Socialismo será realizado de 21 a 24 de novembro de 2016 na Faculdade de Educação (FaE) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em Belo Horizonte. Palestras, mesas-redondas, grupos de trabalho e relatos de experiências reunirão a produção acadêmico-científica realizada por pesquisadores e as experiências educativas e formativas vivenciadas pelos movimentos sociais e político. As inscrições para as mesa-redondas e apresentações de trabalho vão até o dia 30 de setembro. Para mais informações, acesse o site do evento.

INDICAÇÃO DO LEITOR

Participe do nosso jornal enviando sua indicação para o e-mail:

OPINIÃO DO LEITOR

Dalvit Greiner em 04/09/2016 (EDITORIAL – Edição 134 – 02/09/2016 –Estamos de luto)

 Pela perda de um futuro diferente que começávamos a construir, mesmo sabendo que a luta é diária. O luto é passageiro. Não é uma pancada (ou bancada?) que vai nos abaixar a cabeça. Continuemos… 

 

Aldo Paviani em 02/09/2016 (EDITORIAL – Edição 134 – 02/09/2016 –Estamos de luto)

Tudo isso já estava escrito em 2014 e todo esse “circo” ou “hospício” foi para seguir o rito das ratazanas. Perda de tempo todo o debate havido na CD e no SF. A direita fará o que quer e de acordo com os interesses dos bancos e grandes investidores. Lamentavelmente, o “bate-estacas” da mídia tanto repetiu que facilitou o apoio “das ruas” ou da carneirada…

 

Marcelo Ribeiro em 04/09/2016 (EDUCAÇÃO EM DEBATE – Edição 134 – 02/09/2016 – Reflexões sobre um dia triste/Virgínia Pereira da Silva de Àvila)

Importantes observações Virgínia!

 

Dalvit Greiner em 04/09/2016 (EDUCAÇÃO EM DEBATE – Edição 134 – 02/09/2016 – Reflexões sobre um dia triste/Virgínia Pereira da Silva de Àvila)

Honra para as mulheres e um privilégio para os homens que participaram de seu governo.

Participe do nosso jornal enviando sua opinião ou comentário para o e-mail:

TIRINHA

Por Armandinho

É permitida a reprodução dos textos exclusivos, desde que seja citada a fonte.

O conteúdo dos textos publicados pelo Pensar a Educação em Pauta é de inteira responsabilidade de seus respectivos autores e não expressa necessariamente as opiniões de seus editores.

Projeto Pensar a Educação, Pensar o Brasil 1822/2022

Coordenação Geral – Luciano Mendes de Faria Filho e Tarcísio Mauro Vago

Pensar a Educação em Pauta
Coordenação Geral – Priscilla Bahiense e Luciano Mendes
Coordenação de Pesquisa e Diagramação: Sandra Ribas

Av. Antônio Carlos, 6627 – Belo Horizonte – MG – CEP: 31270-901
E-mail:  – Telefone: (31) 3409-6167

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *