Menu

Ano 4 – Nº 129 / sexta-feira, 08 de julho de 2016

EDITORIAL

O (des) governo Temer e as políticas públicas: as estratégias do desmonte

Prestes a completar dois meses no poder, o grupo liderado por Temer (ou Eduardo Cunha) vai dando sinal de que, muito mais do que ações intempestivas, o desmonte do Estado e das políticas públicas obedece a uma lógica bastante definida. Aliás, é bom lembrar que além de não serem nem um pouco amadores nesse quesito, os golpistas vem preparando o golpe há muito tempo: não custa lembrar que, segundo notícias veiculadas pela mídia, o vice-Prefeito de São Paulo, Gabriel Chalita, teria sido convidado para assumir o Ministério da Educação num eventual governo Temer já em setembro de 2015!Leia mais.

NAS ONDAS DA EDUCAÇÃO
No programa da próxima semana a equipe do Pensar a Educação, Pensar o Brasil vai fazer um balanço do primeiro semestre de 2016 e você é nosso convidado especial. Teremos também as colunas Educação em Pauta e Pensando Bem, com o prof. Luciano M. de Faria Filho e a profa. Beatriz Cerqueira, respectivamente. Além da agenda da educação e destaques do Jornal Pensar a Educação em Pauta.

ENTREVISTA

Os rumos da educação de Belo Horizonte – Arnaldo Godoy

No último Programa de Rádio do Pensar a Educação, Pensar o Brasil, entrevistamos o prof. de História e Vereador de Belo Horizonte, Arnaldo Godoy. Na oportunidade falamos sobre o Plano Municipal de Educação e as interferências que os integrantes do “Escola sem Partido” fizeram nas discussões relativas às questões de gênero, principalmente; sobre o Programa Escola Integrada, que no primeiro semestre deste ano sofreu cortes significativos; além da perseguição política que professas(es) e diretoras(es) das Escolas Municipais de Belo Horizonte estão sofrendo.

CONVITE À LEITURA  

Memórias da escola 13 – Cleide Maciel – EXCLUSIVO

Nesses encontros, tivemos como dever de casa, a leitura do livro 200 exercícios e jogos para o ator e o não-ator com vontade de dizer algo através do teatro, de Augusto Boal. Muitos dos exercícios ali propostos foram praticados por nós (muitos, com outras variações advindas da mente fértil do nosso “instrutor”…). Além de nos “obrigar” à experiência de outros modos de comunicação que não a fala, os “exercícios do Boal” se apresentaram como alternativas inusitadas para o enfrentamento de nossos problemas de disciplina com os adolescentes, nossos alunos.

EDUCAÇÃO EM DEBATE

Blog Pensar a Educação

Como fazer uma escola de qualidade para todos? Debatendo com Claudia Costin, foi a questão que abriu os debates sobre a educação essa semana no Blog do Pensar. No artigo em resposta ao texto da Profa. Claudia Costin, publicado no Estadão. A Carta da viúva de Paulo Freire ao vice-Presidente Michel Temer, na qual Ana Maria Araújo Freire questiona a edição realizada na Wikipédia pelo SERPRO, que coloca um dos teóricos brasileiros mais reconhecidos mundialmente, “como envolvido com um projeto de educação atrasado e fraco de caráter doutrinário marxista e manipulador”. O Blog também compartilhou o texto Em defesa da liberdade de expressão em sala de aula, produzido para subsidiar a exposição do prof. Fernando Penna na audiência pública na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) do Senado realizada dia 07 de julho. O texto A Ciência e a Política – reflexões sobre os legados da ditadura, apresenta reflexões sobre o atual momento político brasileiro e o período militar a partir da abertura 68° Reunião da SBPC. Além disso, o Blog ainda reeditou o texto do Prof. Luciano M. de Faria Filho, Políticas do MEC: mais do mesmo, originalmente publicado no Boletim UFMG, em 2012. Finalmente, o Blog reproduziu a notícia Educadores vão ao STF contra Temer para retomarem cargos em conselho, da Folha de São Paulo, considerando a reação dos Conselheiros destituídos pelo Ministro da Educação como muito salutar e o questionamento à decisão do Ministro, no STF, como  legítimo e necessário.

A “escola sem partido” e a educação infantil – Marcelo Ribeiro – EXCLUSIVO

Em suma, a ideia da “escola sem partido” se assenta no entendimento de que a escola, ou melhor, o professor, precisa se focar nos conteúdos e se desvencilhar dos aparatos ideológicos, sejam eles partidários, religiosos etc. Estes aspectos seriam, para os defensores da “escola sem partido”, uma das grandes mazelas da educação, contribuindo para o entrave do desenvolvimento da sua qualidade.

Das novas possibilidades de fazer escola – Dalvit Greiner – EXCLUSIVO

Ou, das novas possibilidades de fazer escolhas. Afinal de contas, fico me perguntando todos os dias se não é esta a nossa verdadeira vocação de professores/as. Colaborar – naquele sentido de laborar juntos, trabalhar com alguém e não em alguém – para que os mais novos tenham opções e façam suas escolhas com segurança e tranquilidade.

Educação na cidade, contra o esquecimento – Alexandre Fernandez Vaz EXCLUSIVO

Uma cidade pode ser educadora, nos termos do conhecimento que ela sintetiza da história e do contemporâneo, nas particularidades que dialogam com o movimento universal.

Aqui é assim!! – Nilton Ferreira Bittencourt Junior – EXCLUSIVO

O Amapá é um Estado brasileiro peculiar. Uma área de aproximadamente 150 mil km2 e apenas 16 municípios. 70% do Estado é considerada reserva de preservação natural onde vivem nove etnias indígenas. A indústria é praticamente inexistente e a economia ainda é marcada por um extrativismo primário (madeira; açaí; peixe; ouro) e pelo comércio. Há um certo isolamento pois só se chega por barco ou avião.

O mundo do “todo mundo” – Aleluia Heringer Lisboa – EXCLUSIVO

O problema não é a formação de grupos, mas a pasta homogênea que esta nova entidade virtual cria. Ali o “um” vira “todo mundo”. Todos falaram, todos reclamaram, todos estão insatisfeitos e, esse “todos” do grupo, sem identidade, toma a forma de enxame, seguindo em direção à instituição escolar, para dizer o que o “todos” pretende.

A importância da Reunião Anual da SBPC do desenvolvimento da ciência e tecnologia no Brasil – Educação em Pauta – Luciano Mendes de Faria Filho

O jornalista Vinícius Luiz conversou com o Professor Luciano Mendes, da Faculdade de Educação da UFMG, sobre a importância da reunião anual da SBPC e do desenvolvimento da ciência e tecnologia no Brasil.

Precarização da escola pública – Pensando Bem – Beatriz Cerqueira

Na coluna Pensando Bem, a presidente do Sind-UTE discute a precarização da escola pública no governo do presidente interino, Michel Temer.

Carta à comunidade universitária – UFRJ

A UFRJ está de luto. Estamos consternados com a morte de Diego Vieira Machado, nosso estudante do curso de Português-Hebraico, da Faculdade de Letras.

Carta da viúva de Paulo Freire ao vice-presidente MT‏ 

Na qualidade de viúva, estudiosa e sucessora legal da obra do Educador PAULO FREIRE, quero, através dessa carta, estabelecer um diálogo cordial e franco com V.Exa., mesmo estando nós dois, em termos ideológicos, em posições diferentes, no sentido de esclarecer assunto que vem sendo divulgado pela imprensa nacional, de que partiu de dentro do governo através da rede do SERPRO, uma entidade pública, portanto sob a responsabilidade do Estado Brasileiro, a alteração no conteúdo da biografia de meu marido na enciclopédia livre Wikipédia, colocando-o como envolvido com um projeto de educação atrasado e fraco de caráter doutrinário marxista e manipulador.

Leia mais.

Seção Especial – Desafios da Difusão Científica: uma homenagem a Ernesto Hamburger

Essa seção especial é composta pelos textos apresentados na mesa-redonda “Desafios da Difusão Científica: uma homenagem a Ernesto Hamburger”, que discutiu as perspectivas da comunicação, exposição e educação científica no Brasil, no dia 9 de junho, no Instituto de Física da Universidade de São Paulo. Organizado pela equipe de Difusão Científica do Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão em Neuromatemática (NeuroMat), a mesa contou com uma homenagem ao prof. Ernesto Hamburguer.  Físico, nascido na Alemanha, Hamburguer que vem contribuindo há mais de 50 anos com a produção do conhecimento, a educação e a divulgação da ciência no Brasil.

Introdução na homenagem ao Prof. Ernesto Hamburger – Fernando da Paixão -EXCLUSIVO

São um prazer e uma honra participar desta mesa em homenagem ao professor Ernesto Hamburger numa atividade planejada pelo Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão em Neuromatemática (CEPID NeuroMat).

Como seguir o legado do Professor Ernest Hamburger – André Frazão Helene -EXCLUSIVO

Gostaria de iniciar minha fala dizendo que me sinto enormemente honrado em estar aqui. Certamente se estou nessa mesa é por ser um neurocientista ligado ao projeto NeuroMat. Nesse sentido, preciso reforçar a importância que teve ao projeto a participação do Professor Ernesto, que pôde emprestar não apenas seu enorme prestígio, mas principalmente sua enorme experiência na área de difusão científica. 

Sobre Ciência, Divulgação, Museus e Ernst Hamburguer há muito o que falar… –Martha Marandino – EXCLUSIVO

É um enorme prazer e uma grande honra participar desta mesa redonda que, ao mesmo tempo, tem a finalidade de valorizar a divulgação científica como uma prática social e homenagear um dos maiores divulgadores da ciência da USP, de SP e do Brasil, o professor Ernst Hamburguer!

Ernesto Hamburger 2.0: a experiência de difusão científica colaborativa do NeuroMat – João Alexandre Peschanski – EXCLUSIVO

Foi na convivência com o Prof. Hamburger, pouca mas rica, que elaboramos de certo modo princípios fundamentais de nossa atividade de difusão, especialmente a preocupação com “o foco na linguagem” e “a realização de um espaço público” da difusão científica.

ENTREMEMÓRIAS

Memórias das Madres Francisca Peeters e Maria Augusta Cooman: do Colégio André aos manuais didáticos  – Sandra Maria de Oliveira – EXCLUSIVO

Elizabeth Peeters nasceu em Tournay/Bélgica, em 21 de outubro de 1876, e faleceu em 23 de dezembro de 1973, em Jaboticabal. Foi o sétimo membro de uma grande família, tradicionalmente católica e manifestou bem cedo seu gosto pelo estudo. Ela tinha facilidade com a escrita e, assim, viu a possibilidade de auxiliar as pessoas, colocando seu serviço para sua família e sua comunidade.

PESQUISA EDUCACIONAL

ANDREOLI, Vanessa Marion; CAMPOS, Marília Andrade Torales. Desigualdades no campo: contribuições da educação ambiental em escolas localizadas em unidades de conservação. Cadernos de Pesquisa: pensamento educacional, Curitiba, v.10, n.26, p.297-315, set.-dez. 2015.

O artigo busca adensar o debate sobre a Educação Ambiental e suas contribuições para amenizar as desigualdades sofridas pelos povos do campo. Como ponto de convergência para análise do tema, se toma a escola com elemento catalizador do fazer comunitário em uma Unidade de Conservação localizada na região sul do Brasil, mais especificamente na Ilha do Mel/ Paraná.

CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Para conhecer a ciência Mineira – Yolanda Assunção – EXCLUSIVO

Rede Mineira de Comunicação Cientifíca realiza cobertura colaborativa na 68ª Reunião Anual da SBPC.

Servidores divulgam manifesto em defesa da manutenção da Secretaria de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social – SBPC

“Detentora do maior volume de recursos entre as secretarias finalísticas da Administração Central deste Ministério, a Secis possui, atualmente, 500 projetos em execução, que movimentam aproximadamente R$ 500 milhões”, ressalta o documento encaminhado ao ministro Gilberto Kassab na última semana

Leia mais.

EDUCAÇÃO PELO BRASIL

Educação Pelo Brasil em junho de 2016 – Luísa Marques de Paula – EXCLUSIVO

O massacre na boate Pulse em Orlando – Estados Unidos, ocorrido no último dia 12 de junho, que deixou 50 mortos e mais dezenas de feridos, levantou uma série de discussões sobre a crescente onda de intolerância que vem tomando força no Ocidente.

Nova avaliação das escolas e do ensino – Revista Educação

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou a criação de um novo processo de avaliação do ensino brasileiro, o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Sinaeb).

Leia mais.

AMÉRICA LATINA

Los rectores marcan la cancha (Página 12, Argentina)

Todavía a la espera de los 500 millones de pesos que Mauricio Macri anunció hace dos meses para que las universidades pudieran afrontar la inflación y los aumentos de tarifas, el Consejo Interuniversitario Nacional (CIN) ya aprobó el monto que le requerirán al Gobierno para poder funcionar en 2017: asciende a casi 85 mil millones de pesos, es decir, un 63 por ciento de aumento respecto del presupuesto vigente. 

Leia mais.

PENSAR INDICA

​Uma jornada de vinte e quatro horas, ininterruptas, de programação artística e cultural nas diversas áreas: música, teatro, dança, circo, literatura, artes plásticas artes cênicas, artes visuais, performance, moda, gastronomia. Esta é a proposta da Virada Cultural de Belo Horizonte, que chega à quarta edição. Um movimento que já faz parte do calendário oficial da cidade, a Virada reúne e apresenta o que há de melhor no cenário artístico da capital e Região Metropolitana.

INDICAÇÃO DO LEITOR

Participe do nosso jornal enviando sua indicação para o e-mail:

OPINIÃO DO LEITOR

Valéria Cardoso em 02/07/2016 (EDUCAÇÃO EM DEBATE – Edição 128 – 1º/07/2016 – A Universidade “invade” a Escola Básica: o programa Pensar a Educação Pensar o Brasil na Escola Municipal Dinorah Magalhães Fabri/Joaquim Ramos e Sandro Santos)

Maravilhoso texto… Muito bacana ter esse retorno das pessoas que, de alguma forma vivenciaram esse momento… Parabéns Joaquim e Sandro …

Participe do nosso jornal enviando sua opinião ou comentário para o e-mail:

TIRINHA

Por Duke Chargista

É permitida a reprodução dos textos exclusivos, desde que seja citada a fonte.

O conteúdo dos textos publicados pelo Pensar a Educação em Pauta é de inteira responsabilidade de seus respectivos autores e não expressa necessariamente as opiniões de seus editores.

Projeto Pensar a Educação, Pensar o Brasil 1822/2022

Coordenação Geral – Luciano Mendes de Faria Filho e Tarcísio Mauro Vago

Pensar a Educação em Pauta
Coordenação Geral – Priscilla Bahiense e Luciano Mendes
Coordenação de Pesquisa e Diagramação: Sandra Ribas

Av. Antônio Carlos, 6627 – Belo Horizonte – MG – CEP: 31270-901
E-mail:  – Telefone: (31) 3409-6167

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *