Ano 4 – Nº 120 / sexta-feira, 06 de maio de 2016

EDITORIAL

Da formação de professores ao reforço escolar: o ocaso do PIBID

Dentre as muitas razões para que os educadores e alunos das escolas brasileiras não tenham adesão ao slogan “pátria educadora” estão não apenas os profundos cortes no orçamento da educação mas, também, o desmantelamento de programas e projetos que vinham sendo avaliados com muito bons. Um dos exemplos disso é o desmantelamento que a CAPES vem fazendo com o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência, o PIBID. Leia mais.

NAS ONDAS DA EDUCAÇÃO 

Uma semana antes da Semana Nacional dos Museus, o programa Pensar a Educação, Pensar o Brasil do dia 9 de maio realiza a segunda entrevista da série dedicada ao patrimônio e à memória.

Segunda também tem a coluna Pensando Bem com Beatriz Cerqueira, a Agenda da Educação com os principais eventos da Semana e o professor Luciano Mendes com a Coluna Pensar a Educação em Pauta e a sessão especial Educação e Midias.

Todas as segundas-feiras, das 20h00 às 22h00, o programa Pensar a Educação Pensar o Brasil vai ao ar pela Rádio UFMG Educativa 104,5FM.

ENTREVISTA

“Patrimônio, memória e a Cidade” – Professor Jezulino Lúcio (UFMG)

No dia 02 de maio o programa Pensar a educação, Pensar o Brasil recebeu o professor da Escola de Ciência da Informação da UFMG Jezulino Luis. O professor falou um pouco sobre Patrimônio, Memória e Cidade. Ele falou um pouco sobre a relação da Cidade viva com o patrimônio. Ele também discutiu os processos educativos possíveis na construção da memória;

CONVITE À LEITURA  

Memórias da escola 11 – Cleide Maciel – EXCLUSIVO

Como professora, na faculdade, tínhamos a prática de fazer reuniões pedagógicas. Nesses momentos, discutíamos nossos programas, nossos problemas de sala de aula, as leituras que andávamos fazendo, os eventos/cursos dos quais participávamos, dentre outras coisas. Num desses encontros, uma colega, que se especializava no tema da alfabetização, falou sobre um encontro, do qual participara, em São Paulo, com Emília Ferreiro.

EDUCAÇÃO EM DEBATE

Série Avaliação da Pós-Graduação em Educação  Financiamento à pesquisa em educação no Brasil – Luciano Mendes de Faria Filho – EXCLUSIVO

Observa-se que, além da existência de um conjunto de modalidades de financiamento – de forma direta por meio do fomento à pesquisa e, de forma indireta, por meio da formação de novos pesquisadores – é preciso considerar que nem toda a pesquisa sobre educação ocorre nos departamentos, programas ou grupos que se auto-identificam como sendo dessa área.

Um necessário horizonte: professores em greve contra a privatização da Educação– Dalvit Greiner – EXCLUSIVO

É o resultado da necessidade e da constância das lutas para fazer valer direitos que afetam toda a Comunidade belorizontina e não apenas os trabalhadores professores. Um dos motivadores da greve desse ano é o PL 1.581/15 que vem tramitando na Câmara Municipal de Belo Horizonte e já recebeu vários pareceres e votações favoráveis.

O vento mudou: há algo novo no ar – Aleluia Heringer Lisboa – EXCLUSIVO

O vento mudou de direção e há algo novo no ar. Têm sido recorrentes algumas falas, vindas de diferentes contextos, diferentes sistemas de ensino e de diferentes professores, em relação a imaturidade e falta de autonomia dos estudantes. No desdobramento desta constatação, segue a dificuldade de ouvir (acompanhar o que o outro está dizendo); organizar o próprio espaço de trabalho; a ausência da coordenação motora grossa e fina que influencia no recorte de uma folha, na colagem, no manuseio de equipamentos ou na própria escrita.

A difícil tarefa de ser pai / mãe em tempos de consumo – Marcelo Silva de Souza Ribeiro – EXCLUSIVO

Sem sombra de dúvidas, vivemos um espaço, um tempo e contingências marcadas pelo consumo e para a sobrevivência (obviamente, para manter o próprio consumo). Quais as consequências disso no ser pai e ser mãe? Como estes têm educado seus filhos nesse mundo? Como a escola tem dialogado e também lidado com isso tudo?

Escola sem partido: a nova fase do conservadorismo na educação – Christian Lindberg L. do Nascimento- EXCLUSIVO

A recente aprovação do projeto de lei conhecido como Escola Livre, pela Assembleia Legislativa de Alagoas, gerou certo desconforto entre aqueles que defendem a democracia e, principalmente, o caráter plural da educação. Entretanto, os legisladores alagoanos avaliaram a medida como relevante, já que consideram a escola, especialmente a pública, como um ambiente propício para os mais diversos tipos de doutrinamento, sejam eles políticos, ideológicos ou religiosos.

Termo de assentimento livre e esclarecido na pesquisa com crianças da Educação Infantil – Otavio Henrique Ferreira da Silva – EXCLUSIVO

Ressaltamos que o crescimento de investigadores na linha de educação infantil da UFMG é um movimento recente, considerando também o breve reconhecimento da educação infantil como primeira etapa da educação básica. E isso não foi realizado sem luta, a linha de educação infantil na pós-graduação é uma recém conquista e fruto da luta e esforço de profissionais da educação e pesquisadores que batalharam para a inclusão dessa área da educação nos programas de pós-graduação.

Trabalhadores da educação – Pensando Bem – Beatriz Cerqueira

Um dia depois do Dia do Trabalhador, a coordenadora geral do Sind-UTE MG, Beatriz cerqueira tras algumas reflexoes sobre a atual situação do trabalhador em Educação no estado de Minas Gerais.

“O silenciamento dos professores” – Educação em Pauta – Luciano Mendes de Faria Filho

Escola sem partido, escola livre. É assim que tem chamado alguns projetos de Lei em tramitação pelo Brasil, que visam limitar a atuação dos professores em sala de aula, os docentes vão ficar proibidos de dar opinião, falar sobre política, religião e sexualidade. De acordo com especialista, são projetos que atentam contra o papel da escola que é de ensinar e de promover debates, indo contra a diversidade e liberdade de expressão. O jornalista Gustavo Cunha conversou com o professor Luciano Mendes sobre o assunto.

Educação pública boa é a melhor forma de consolidar a democracia – Portal UOL

O avanço científico e tecnológico, infelizmente, não tem sido acompanhado de avanços na consolidação de valores virtuosos e nas condutas éticas da nossa sociedade, que são promovidas principalmente através da educação.

Leia mais.

PESQUISA EDUCACIONAL

SALES, Luis Carlos; SOUZA, Antônia Melo de. O custo do aluno da Educação Infantil de Teresina: Entre a realidade do Fundeb e o sonho do CAQi?. Educação em Revista, vol.32 no.1 Belo Horizonte Jan./Mar. 2016.

Este artigo faz uma contextualização da política educacional brasileira, enfatizando as políticas de fundo (Fundef e Fundeb); apresenta histórico do processo de municipalização e o estudo do custo aluno/ano da Educação Infantil em Teresina, em 2012. Por meio do método de ingredientes, calculou-se o custo aluno/ano, estabelecendo-se um plano de coleta e envolvendo seis categorias relacionadas aos custos diretos de funcionamento das pré-escolas.

CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Caso como o da ‘pílula do câncer’ prejudica o País, diz diretor da Anvisa – Folha de São Paulo

Para Barbosa, a lei aprovada pelo Congresso é “incoerente” e não deixa claro o impacto que produz

Leia mais.

EDUCAÇÃO PELO BRASIL

UFMG reage a decisão que proibiu assembleia estudantil de debater impeachment – Notícias UFMG

O reitor Jaime Ramírez lamentou a decisão, que, em sua visão, fere a liberdade de expressão e de livre manifestação, além de atingir um dos pilares da Universidade, que é o debate de ideias em sua diversidade.

Leia mais.

AMÉRICA LATINA

Sigue el plan de lucha de los universitarios (La Nación, Argentina)
Conadu y Conadu Histórica, las dos federaciones más representativas de los docentes universitarios, ratificaron el plan de lucha y continúan rechazando, por considerarla insuficiente, la nueva propuesta de las autoridades educativas de un incremento salarial del 15% en mayo y 15% en diciembre, y la clausura de la paritaria hasta mayo de 2017. Por eso ambas agrupaciones cerraron una semana de paro y anunciaron nuevas medidas de fuerza a las que se sumarán docentes y estudiantes de la Universidad de Buenos Aires (UBA) en rechazo a las políticas de ajuste.


Leia mais.

LIVRE EXPRESSÃO 

Formação de professores: entre o delírio e o tribunal (Notas de um estudante em formação) – João Victor da Fonseca Oliveira – EXCLUSIVO

Convido, neste momento, a crise para um diálogo com a evidência que lhe forja: a formação de professores. Torno-a [a formação] réu dos meus questionamentos. Muito embora, esteja longe de alcançar sentenças peremptórias, acuso: A formação delira!

PENSAR INDICA

Museus br é uma plataforma de compartilhamento de informações e conhecimento sobre os museus do Brasil. Os dados foram, inicialmente, coletados pelo Cadastro Nacional de Museus e, a partir de agora, contarão com a participação de novos colaboradores que integram a Rede Nacional de Identificação de Museus (ReNIM). A Plataforma permite uma cartografia colaborativa, na qual qualquer ator da sociedade poderá contribuir para o mapeamento territorial dos museus.

INDICAÇÃO DO LEITOR

Maria José Flores – III Simpósio sobre Ensino de Didática do LEPED – UFRJ

UFMG-Divulgacao/ADM/REITORIA/UFMG – Congresso de Inovação e Metodologias de Ensino GIZ PROGRAD UFMG

Participe do nosso jornal enviando sua indicação para o e-mail:

OPINIÃO DO LEITOR

Otávio Henrique em 29/04/2016 (EDUCAÇÃO EM DEBATE – Edião 119 – 29/04/2016 – Os discentes do Promestre interrogam a Faculdade de Educação da UFMG/Leonardo Oliveira Barbosa)

Parabéns Leonardo pelo posicionamento. Este texto representa a todos nós alunos e alunas do PROMESTRE/FAE UFMG. Um grande abraço e continuem trazendo mais e mais reflexões.

Vera Gaspar em 29/04/2016 (EDUCAÇÃO EM DEBATE – Edição 119 – 29/04/2016 – Educação, entretenimento, autoritarismo: ainda sobre a malfadada votação/Alexandre Fernandez Vaz)

Como sempre oportuno. A reflexão refinada de Alexandre Vaz é um alento … sigamos…

Joaquim Ramos em 29/04/2016 (EDUCAÇÃO EM DEBATE – Edição 119 – 29/04/2016 – Notas sobre os tempos sombrios/Marcos Cezar de Freitas)

O seu texto, Marcos Cezar, traduz bem o desatino dessa nação: tempos sombrios e de incertezas. Há pouco mais de uma década, com a vitória do Lula – após algumas tentativas – imaginávamos, com esperança que havia chegado um novo tempo. O tempo que garantiria a voz e a vez dos excluídos e marginalizados. O tempo dos esquecidos por aqueles que portavam as chaves da casa grande. O tempo da garantia e da ampliação dos direitos das pessoas ignoradas pelos donos do capital. Continue lendo.

Participe do nosso jornal enviando sua opinião ou comentário para o e-mail:

TIRINHA

Por Depósito de Cartuns

É permitida a reprodução dos textos exclusivos, desde que seja citada a fonte.

O conteúdo dos textos publicados pelo Pensar a Educação em Pauta é de inteira responsabilidade de seus respectivos autores e não expressa necessariamente as opiniões de seus editores.

Projeto Pensar a Educação, Pensar o Brasil 1822/2022

Coordenação Geral – Luciano Mendes de Faria Filho e Tarcísio Mauro Vago

Pensar a Educação em Pauta
Coordenação Geral – Priscilla Bahiense e Luciano Mendes
Coordenação de Pesquisa e Diagramação: Sandra Ribas

Av. Antônio Carlos, 6627 – Belo Horizonte – MG – CEP: 31270-901
E-mail:  – Telefone: (31) 3409-6167

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *