Ano 4 – Nº 113 / sexta-feira, 18 de março de 2016

EDITORIAL

Nuestra América Latina

Durante esta semana a cidade de Medellín, na Colômbia, recebeu um número significativo de historiadores e de historiadoras da educação, vindo de toda a América Latina e da Europa, os quais assumiram o encargo de discutir a memória e a história da educação no continente. Leia mais.

NAS ONDAS DA EDUCAÇÃO
A presidente do Sinpro-MG, Valéria Morato, será a proxima entrevistada da série de programas que traz as perspectivas para a educação no ano de 2016. Valéria participará do programa do dia 21 de março para discutir a agenda do Sindicato dos Professores de Minas Gerais.
Segunda também tem a Agenda da Educação, a reportagem Especial e as colunas Educação em Pauta com o professor Luciano Mendes de Faria Filho e Pensando Bem, com a presidente do Sind-UTE, Beatriz Cerqueira. Também é dia de estreia da Sessão Especial Pensar a Educação para além do Brasil, com Felipe Zurita, que vai tratar das controversas sobre Educação e Direitos Humanos: o caso do Chile e da Colombia.
Todas as segundas-feiras, das 20h00 às 22h00, o programa Pensar a Educação Pensar o Brasil vai ao ar pela Rádio UFMG Educativa 104,5FM.

ENTREVISTA
“Perspectivas para a Educação” – Professora Beatriz Cerqueira, presidente do Sind-UTE
No programa Pensar a Educação Pensar o Brasil do dia 14 de março, a presidente do Sind-UTE, Beatriz Cerqueira, discutiu questões dos acordos entre o Sindicato e o Governo do Estado de Minas Gerais em relação ao ajuste dos salarios e planos de carreira. Ela taambém comentou a atual situação política do país.

CONVITE À LEITURA
Entre a perícia e a meritocracia: como nos relacionamos com nosso trabalho? – Roberto Silva – EXCLUSIVO
Ao me deparar com as experiências profissionais de Joaquim, mais que reconhecer a qualidade do trabalho que desenvolvia, ou mesmo a leveza com a qual se posicionava no mundo, retomei minhas indagações acerca dos modos pelos quais nos relacionamos com o trabalho. Em linhas gerais, essa preocupação é derivada de meus estudos sobre a escolarização juvenil que se dá no Ensino Médio, da mesma forma que se associa aos estudos que recentemente tenho desenvolvido sobre as teorizações sociais de Richard Sennett.

EDUCAÇÃO EM DEBATE
Universidade e cultura popular: um reconhecimento – Alexandre Fernandez Vaz e Fábio Machado Pinto – EXCLUSIVO
No final do ano passado, o Conselho Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) aprovou a concessão do título de Notório Saber em Educação para Norival Moreira de Oliveira. Foi a primeira vez que uma universidade brasileira concedeu a honraria a um Mestre de Capoeira. A escolha não foi fortuita, já que Mestre Nô é expoente da Capoeira Angola no Brasil e no exterior. Reconhecido no meio popular, conhecedor dos fundamentos, tradições e narrativas, Nô é guardião da cultura popular, arquivista de memórias.

Os Paradigmas e os Paradoxos da Escolarização – Marlos Mello – EXCLUSIVO
Pela ótica da história de vida de Ivan Illich é possível perceber que nem sempre ele pregou contra a escolarização, pois, na verdade, antes chegar à ideia de uma sociedade sem escolas, Illich viveu intensamente e cumpriu as etapas e os processos ordenados pela lógica escolar. Por certo, estudou filosofia e teologia na Universidade Gregoriana de Roma obtendo menções de reconhecimento por seus trabalhos acadêmicos.

“Rompimento da barragem em Mariana” – Pensando Bem – Beatriz Cerqueira –EXCLUSIVO
Em novembro de 2015, um mar de lama arrasou o distrito de Bento Rodrigues no município de Mariana. O rompimento da Barragem de rejeitos de Fundão, pertencente à mineradora Samarco destruiu não só o pequeno distrito, mas os dois outros que ficaram no caminho da lama, a Cidade de Barra Longa e levou destruição pela bacia do Rio Doce até seu encontro com o oceano, no Espirito Santo. Mas afinal o que os acontecimento de Mariana tem a ver com a educação? Quem responde é a presidente do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação, Beatriz Cerqueira.

“Mulheres na CIência” – Educação em Pauta – Luciano Mendes de Faria Filho

Segundo um estudo da ONU, apenas 28% dos pesquisadores são mulheres. Outra pesquisa feita em 14 países mostra que as probabilidades de uma estudante obter diploma de graduação, mestre e doutora em áreas relacionadas às ciências é bem reduzida em relação aos homens. Na semana depois do dia internacional da Mulher, diversas pesquisas mostram a relação desigual de gênero na sociedade. Na coluna Educação em Pauta, o jornalista Vinicius Luiz conversou com o professor Luciano mendes sobre o espaço da mulher nas ciências.

Exames nacionais de acesso ao ensino superior – Simon’s Site

O Exame Nacional de Ensino Médio, ENEM, foi criado inicialmente como um teste para avaliar a qualidade do ensino médio, mas se transformou depois em um gigantesco exame vestibular unificado para as universidades federais.

PESQUISA EDUCACIONAL
CUNHA, Eliseu de Oliveira; DAZZANI, Maria Virgínia Machado. A escola e o adolescente em conflito com a lei: desvelando as tramas de uma difícil relação. Educação em Revista.
O presente artigo teórico propõe-se a elencar e discutir possíveis razões da inamistosidade que, de modo geral, tem caracterizado a relação entre a escola e o adolescente em conflito com a lei no Brasil. Para tanto, empreendeu-se uma cuidadosa busca na literatura pertinente ao tema no intuito de desinvisibilizar e analisar criticamente os processos histórico-sociais dos quais essa tendência é tributária.

CIÊNCIA E TECNOLOGIA
Formação Transversal em Divulgação Científica inicia com videoconferência com o professor Marcelo Gleiser – Thayse Menezes – EXCLUSIVO
Os professores Marcelo Gleiser e Yurij Castelfranchi conversaram sobre a importância da divulgação científica em aula aberta a nova modalidade de formação transversal ofertada pela UFMG.

Inovação: um olhar para fora do campus – Boletim UFMG
O Mestrando em Direito pela UFMG, Rodrigo Rocha Feres Ragil, discute em seu artigo a relação da pesquisa e inovação com a aplicabilidade prática ou à satisfação de uma necessidade humana.

Leia mais.

EDUCAÇÃO PELO BRASIL
Sindicatos têm primeira rodada de negociação – Sinpro/RS
Para a educação básica, dentre os pontos discutidos estão: medidas de proteção à saúde dos professores e equiparação dos valores hora/aula; e, para a educação superior, calendário letivo para o próximo ano e limitação de alunos por turma.

Leia mais.

AMÉRICA LATINA
El final de una política de inclusión digital (Página 12, Argentina)
Se vieron obligadas a salir a la calle, pero no como lo hacían siempre desde 2010. Ya no viajan por el interior para capacitar docentes o articular propuestas pedagógicas, incluso pagando los traslados de sus bolsillos. 

Leia mais.

PENSAR INDICA
A exposição Sentidos do Nascer pretende contribuir para a mudança da percepção sobre o nascimento, incentivando a valorização do parto normal para a redução da cesariana desnecessária. A Sentidos do Nascer é uma iniciativa que propõe ampliar o debate sobre questões relacionadas ao nascimento no Brasil, lançando um olhar crítico ao cenário da hipermedicalização do parto, da perda do protagonismo da mulher e da exploração do parto como um negócio. Entre os dias 18 de março ao dia 1º maio a exposição estará Campus Saúde da UFMG, na Av. Alfredo Balena, 192, Área Hospitalar. A entrada é gratuita. Acesse o site da exposição e veja a agenda completa.

INDICAÇÃO DO LEITOR
Viviany M. Rosa Hoio – Concurso de pesquisa: Negras e Negros nas Ciências
Poderão concorrer a até quatro bolsas, pesquisadoras e pesquisadores doutores: vinculados a instituições de ensino superior, centros e institutos de pesquisa; organizações não governamentais ou sem vínculo institucional, desde que comprovada experiência em pesquisa e na temática do edital ou em áreas correlatas.

Vitor Henrique – Lançamento do livro “Gestão democrátia da escola publica”

Participe do nosso jornal enviando sua indicação para o e-mail:

OPINIÃO DO LEITOR
Mariana Tabosa em 11/03/2016 (EDUCAÇÃO EM DEBATE – Edição 112 – 11/03/2016 – Das lições da grande política: contra a corrupção, com espírito republicano/Alexandre F. Vaz e Marcus Taborda)
Texto muito equilibrado, que toca em pontos de reflexão essenciais! Precisamos aprender a discutir política a partir do que ela é, em seu cerne, e não a partir de interesses pessoais/partidários! (Aqui na França a notícia foi recebida com estranhamento…)
Parabéns pela bela reflexão!

Gilson Fideles em 11/03/2016 (EDUCAÇÃO EM DEBATE – Edição 112 – 11/03/2016 – A participação das crianças em espetáculos midiáticos: entre ser criança, viver a infância e aparecer na mídia/Joaquim Ramos e Sandro Santos)
Boa noite… gostaria de destacar duas sequências de pensamentos apresentadas no texto para refletir. São elas: “Embora não concordemos totalmente com a tese desse autor de que a infância esteja desaparecendo.” e “Em que medida a participação de crianças em eventos desta natureza não lhes rouba, efetivamente, um pedaço da infância, quiçá a infância inteira?”. Continue lendo.

Participe do nosso jornal enviando sua opinião ou comentário para o e-mail:

TIRINHA
Facebook Armandinho

É permitida a reprodução dos textos exclusivos, desde que seja citada a fonte.

O conteúdo dos textos publicados pelo Pensar a Educação em Pauta é de inteira responsabilidade de seus respectivos autores e não expressa necessariamente as opiniões de seus editores.

Projeto Pensar a Educação, Pensar o Brasil 1822/2022

Coordenação Geral – Luciano Mendes de Faria Filho e Tarcísio Mauro Vago

Pensar a Educação em Pauta
Coordenação Geral – Priscilla Bahiense e Luciano Mendes
Coordenação de Pesquisa e Diagramação: Sandra Ribas

Av. Antônio Carlos, 6627 – Belo Horizonte – MG – CEP: 31270-901
E-mail:  – Telefone: (31) 3409-6167

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *