Ano 3 – nº 095 / sexta-feira, 04 de setembro de 2015

EDITORIAL

A UFMG e o 7 de setembro das universidades brasileiras!

Ao se aproximar de suas nove décadas de existência, a UFMG se afirma como uma das mais importantes universidades do país, estando na fronteira da produção científica mundial em várias áreas do conhecimento. Paradoxalmente, a Universidade vive, também, uma grave crise financeira que, somada à greve dos funcionários técnico-administrativos em educação que se arrasta por três meses, torna impossível o seu funcionamento normal por ocasião de seu aniversário. Continue lendo.

NAS ONDAS DA EDUCAÇÃO 

A próxima segunda feira, dia 7 de Setembro, é feriado de Independência. Por isto não teremos Pensar a Educação, Pensar o Brasil ao vivo na Rádio UFMG Educativa. Mas vamos trazer uma entrevista especial com o professor emérito da UNICAMP, Dermeval Saviani. o Pesquisador fala sobre crise no Brasil, os rumos da educação básica e a história da pós graduação no Brasil.

Todas as segundas-feiras, das 20h00 às 22h00, o programa Pensar a Educação Pensar o Brasil vai ao ar pela rádio UFMG Educativa 104,5FM.

ENTREVISTA

“88 anos para pensar na ciência, na extensão e nas diversidades da UFMG – Reitor da UFMG Professor Jaime Arturo Ramirez – EXCLUSIVO

Na semana que antecede o aniversário de 88 anos da UFMG o Programa Pensar a Educação, Pensar o Brasil recebeu o reitor da Universidade, professor Jaime Arturo Ramírez. Na conversa, o professor falou a da importância da universidade no cenário nacional atual, dos desafios encontrados com mais alunos e mais diversidade ingressando na instituição e as dificuldades enfrentadas com o corte de verbas.

CONVITE À LEITURA

Navegando em memórias: um relato sobre o acervo digital do CEMESSC – Vera Lúcia Gaspar – EXCLUSIVO

Mais uma vez convidamos os leitores e as leitoras a conhecerem arquivos com acervos que guardam importantes registros sobre as histórias da educação e da escola. Desta vez colocamos em cena o Centro de Memória da Educação do Sul de Santa Catarina – CEMESSC.

EDUCAÇÃO EM DEBATE

Mobilizar para o saber – Aleluia Heringer Lisboa – EXCLUSIVO

O que está sendo ensinado e como está sendo ensinado têm peso na mobilização do aluno. Do ponto de vista teórico, uma aula interessante é aquela em que ocorre o encontro do desejo e do saber, encontro, diga-se de passagem, nada fácil.

Estranhos no ninho: a questão dos professores homens na educação infantil – Joaquim Ramos e Sandro Vinicius Sales dos Santos – EXCLUSIVO

No município de Belo Horizonte, mesmo após mais de uma década de ampliação do atendimento à criança de zero a seis anos, os professores do sexo masculino ainda são vistos como “estranhos no ninho”.

Primer semestre de 2015: Panorama sobre el último “paro” de docentes en Colombia – Lyda M. González Orjuela – EXCLUSIVO

Para el gobierno nacional Colombiano lo más importante es mostrar una elevada mejora en los índices internacionales, de allí el eslogan “Colombia la más educada de américa latina” y para ello se ciñe de forma restricta a la norma internacional, de tal manera que como autómatas somos medidos bajo “estándares nacionales e internacionales”.

As direções da escola – Educação em Pauta – Marcus Taborda

Segundo levantamento do IBGE divulgado na ultima semana em 74,4 por cento dos municípios brasileiros os diretores de escolas chegam à posição através de indicação política. Os dados são referentes a 2014 e fazem parte da Pesquisa de Informações Básicas Municipais. O índice destaca uma das preocupações do novo Plano Nacional de Educação (PNE), sancionado pela presidenta Dilma Roussef que indica que a nomeação dos diretores seja feita com base em critérios técnicos de mérito e desempenho, e que envolvam a participação da comunidade escolar. Na coluna Educação em Pauta o jornalista Vinicius Luiz conversou com o professor Marcus Taborda sobre o papel dos administradores escolares.

Leia mais.

ENTREMEMÓRIAS

UFMG, um projeto de emancipação intelectual para Minas Gerais – João Victor da Fonseca Oliveira e Nelma Marçal L. Fonseca – EXCLUSIVO

Comemorando 88 anos da UFMG trazemos ao leitor uma das obras que consideramos importante no levantamento bibliográfico da pesquisa em andamento “Formação de Professores para a Educação Básica na UFMG: história, memória e modelos atuais”.

PESQUISA EDUCACIONAL

BARROS, João Paulo Pereira; COLAÇO, Veriana de Fátima Rodrigues. Drogas na escola: análise das vozes sociais em jogo. Educação e Realidade, Porto Alegre, v.40, n.1, p.253-273, jan./mar. 2015.

O artigo visa analisar vozes sociais em jogo na produção de sentidos sobre drogas entre adolescentes, em um grupo de discussão sobre saúde no contexto escolar. Ancorando-se na Saúde Coletiva e nos legados de Vigotski e Bakhtin sobre os processos de significação, são utilizados dados de uma pesquisa de mestrado operacionalizada por observações-participantes e pela forma- ção de um grupo de discussão em uma escola pública de Fortaleza/CE.

Pesquisa concluída – Até no pensar são pequenos? – Marina de Souza Jacob –EXCLUSIVO

A dissertação de Thays Macedo Mascarenhas, “As práticas de leitura e escrita em uma escola do campo: uma experiência da fazenda Escoval”, tem como material empírico exatamente a prática pedagógica durante aulas de Língua Portuguesa, no ano de 2011, com alunos pertencentes ao meio rural do distrito de Humildes, município de Feira de Santana – Bahia.

CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Ciência brasileira entra em crise com perda de recursos – Estado de São Paulo

Sem dinheiro em caixa, agências de fomento federais estão cancelando editais e atrasando o pagamento de milhares de projetos já aprovados no ano passado.

Leia mais.

EDUCAÇÃO PELO BRASIL

Universalização da pré-escola deve ocorrer até 2016; 18% estão fora das salas– Agência Brasil

Para cumprir a meta de universalização da pré-escola, que está no Plano Nacional de Educação (PNE), o país tem de incluir  18,6% das crianças nessa faixa etária, conforme dados disponíveis no portal Planejando a Próxima Década, do Ministério da Educação (MEC).

Leia mais.

AMÉRICA LATINA

Los libros que no están (Agencia de Noticias Pelota de Trapo, Argentina)
La destrucción de los libros ha sido una constante en tiempos oscuros de la humanidad y en distintos lugares de esta cápsula espacial llamada planeta Tierra. La prohibición del conocimiento como variable de ajuste para la conservación de los privilegios de las minorías también atraviesa la evolución de la aventura humana. 

Leia mais.

PENSAR INDICA

Estamos comemorando aniversário de 88 anos da Universidade Federal de Minas Gerais e, para que nossos leitores conheçam um pouco da história da instituição, indicamos a página UFMG 85 anos

 

INDICAÇÃO DO LEITOR

Gephe – Dossier “Historia de la formación docente: miradas latino-americanas”, en la Revista Teoria e Prática da Educação (UEM, Brasil)

Djalma Stüttgen – Livros “As Quatro Folhas” “No Credo” Edição 2015 

Anne Karynne – Edital para a 2ª edição da EDUCITEC (Revista de Estudos e Pesquisas sobre o Ensino Tecnológico) 

Borrachalioteca – 1ª Festa Literária de Sabará (FLIS)

Marcus Vinícius Fonseca – Edital do Mestrado em Educação da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)

Participe do nosso boletim enviando sua indicação para o e-mail 

OPINIÃO DO LEITOR

Nelma Marçal
Parabéns a toda a equipe do Boletim pela qualidade da publicação, venho relendo desde a primeira edição, com vagar, curtindo cada contribuição, seus autores, suas indicações! Uma riqueza esse veículo!

Comentários pelo Facebook:

Raquel Sant em 28/08/2015 (EDUCAÇÃO EM DEBATE – Edição 094 – 28/08/2015 – A retirada do termo “gênero” dos Planos Estaduais e Municipais de Educação: algumas questões a pensar/Evelyn de Almeida Orlando)

Sugiro a leitura do artigo “A retirada do termo “gênero” dos Planos Estaduais e Municipais de Educação: algumas questões a pensar”, de Evelyn de Almeida Orlando.
Muito esclarecedor e propício para o momento atual
este artigo sobre gênero, tema relevante, porém recheado de muita discórdia, ignorância e desrespeito. Faltou de fato maior discussão com a sociedade … as divergências com a não aprovação nos Planos de Educação da palavra gênero prova isto. Ouso creditar este retrocesso a algumas questões como a ignorância de alguns sobre a temática e a não clareza de propósitos e o tipo de abordagem que seria realizado nas escolas. Lamentável … retrocesso democrático!

Participe do nosso boletim enviando sua opinião ou comentário para o e-mail 

TIRINHA

Facebook André Dahmer – Malvados

É permitida a reprodução dos textos exclusivos, desde que seja citada a fonte.

O conteúdo dos textos publicados pelo Pensar a Educação em Pauta é de inteira responsabilidade de seus respectivos autores e não expressa necessariamente as opiniões de seus editores.

Projeto Pensar a Educação, Pensar o Brasil 1822/2022

Coordenação Geral – Luciano Mendes de Faria Filho e Tarcísio Mauro Vago

Pensar a Educação em Pauta
Coordenação Geral – Priscilla Bahiense e Luciano Mendes
Coordenação de Pesquisa e Diagramação: Sandra Ribas

Av. Antônio Carlos, 6627 – Belo Horizonte – MG – CEP: 31270-901
E-mail:  – Telefone: (31) 3409-5313

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *