Menu

Ano 3 – nº 086 / sexta-feira, 12 de junho de 2015

EDITORIAL

Educação: qual qualidade?

A educação escolar é assunto tão quotidianamente discutido quanto controverso. Todos, ou quase todos, concordam quanto a sua importância e, sobretudo, quanto à necessidade da oferta de uma boa escola para todas as pessoas, da educação infantil à universidade. Mas, como já se disse aqui, esse consenso esconde, na verdade, grandes divergências sobre dimensões fundamentais a respeito da formação das novas gerações. Um desses dissensos refere-se justamente à noção de qualidade. Continue lendo.

NAS ONDAS DA EDUCAÇÃO

No programa Pensar a Educação, Pensar o Brasil do dia 15 de junho vamos receber o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais, o professor Evaldo Vilela. Vamos falar das expectativas e planos da instituição.

Segunda feira também tem Educação em pauta, Reportagem especial, a Agenda da Educação com os principais eventos da semana e um bate papo especial sobre a redução da Maioridade Penal.  

Todas as segundas-feiras, das 20h00 às 22h00, o programa Pensar a Educação Pensar o Brasil vai ao ar pela rádio UFMG Educativa 104,5FM.

ENTREVISTAS

Cinema e Educação – Alunos e professores do Laseb

No programa Pensar a Educação, Pensar o Brasil do dia 08 de junho, a equipe do Laseb, o programa de Pós Graduação Especialização Latu Sensu em Docência na Educação Básica, falou do desenvolvimento do programa. Ex-alunos e professores do curso conversaram com nossa equipe sobre a especialização em Educação e Cinema, os trabalhos realizados nas aulas e como isso afetou no dia a dia das escolas. 

Entrevista com Susana de Matos Viegas – Karla Cunha Pádua

A antropóloga foi professora da Universidade de Coimbra até 2006, quando se tornou investigadora do ICS, onde desenvolve estudos e pesquisas sobre socialidade ameríndia, pessoa, identidade e território, parentesco e gênero, experiência vivida, e historicidades.

CONVITE À LEITURA

Organizar e proteger. Trabalhadores, associações e mutualismo no Brasil (séculos XIX e XX) – Alessandra Frota Martinez de Schueler – EXCLUSIVO

Na Introdução do livro, os organizadores tecem considerações sobre as formas associativas e suas imbricações com o ideário liberal e iluminista que, desde o século XVII, no bojo dos paradigmas de civilização e progresso, fertilizou complexo movimento de reunião de indivíduos e grupos, de inteligências, virtudes, vontades e interesses comuns.

EDUCAÇÃO EM DEBATE

Quando o vice-presidente chorou – Matheus da Cruz e Zica – EXCLUSIVO

Para ampliarmos a reflexão sobre essa questão em relação ao caso chinês, propomos um recuo histórico para um evento recente, bastante conhecido por nós brasileiros: a repercutida visita do vice-presidente José Alencar à China no ano de 2006, precisamente seis anos antes do sucesso dos jovens chineses na avaliação do PISA, 2012.

Assassinos e a Educação: uma entrevista – Tiago Tristão Artero – EXCLUSIVO

Considerar as funções da educação que se pratica atualmente, abarcando seus aspectos sociais a partir de uma reflexão crítica poderá contribuir para uma humanidade que preserve as crianças e jovens da manifestação de psicopatias e de outras formas de patologia.

A PL 103/2015 e a pauta da educação no Rio Grande do Sul – Marlos Bezerra de Mello – EXCLUSIVO

Uma proposta da Secretaria da Educação do Estado do Rio Grande do Sul está ganhando repercussão e causando polêmica na imprensa nacional. Trata-se do Projeto de lei (PL) 103/2015, pois uma das suas principais intenções é permitir que pessoas físicas e jurídicas estabeleçam parcerias estratégicas com as escolas públicas estaduais

Qual o lugar do trabalho pedagógico no ensino superior? – Evelyn OrlandoEXCLUSIVO

Não há uma pontuação para a docência em nossos relatórios de desempenho. O trabalho pedagógico no ensino superior anda caindo vertiginosamente. Porque não temos tempo, porque não pontua, porque os alunos não demonstram interesse, porque nós muitas vezes também não temos mais interesse, ligamos nosso piloto automático e seguimos adiante.

Greves nas Universidades Federais – Educação em Pauta – Marcus Taborda

O cenário de greves continua a se espalhar pelas Universidades Federais do Brasil. Além dos professores, servidores técnicos administrativos e até alunos paralisam suas atividades por melhorias em diversas ares na Universidade. Na coluna educação em Pauta o jornalista Vinicius Luiz conversou com o professor Marcus Taborda sobre os movimentos grevistas na mesma semana que foi eleita a nova gestão da União Nacional dos Estudantes.

Leia mais.

CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Universidade de Pernambuco em sintonia com a comunidade – Virgínia Ávila – EXCLUSIVO

Em parceira com o programa radiofônico A voz do São Francisco – Emissora Rural (AM730), a universidade de Pernambuco, campus Petrolina desenvolveu o projeto “UPE em sintonia com a comunidade”. Esse projeto foi iniciado em abril de 2015 e tem como finalidade popularizar o conhecimento científico por meio da participação de professores e pesquisadores dos diferentes cursos do campus, na programação da rádio.

Congresso da RedPop debateu o papel dos meios de comunicação na divulgação de Ciência  & Tecnologia – Valéria Raimundo – EXCLUSIVO

No período de 25 a 29 de maio, foi realizado em Medellín, na Colômbia, o XIV Congresso da Rede de Popularização da Ciência e da Tecnologia da América Latina e do Caribe (RedPop).

Janine e Mangabeira – Jornal da Ciência

Sob o silêncio de Dilma, dois ministros de seu governo tratam do mesmo tema sem se comunicarem, gerando desconforto entre educadores

Leia mais.

EDUCAÇÃO PELO BRASIL

Vamos pensar a Educação brasileira? – Minas Faz Ciência

Você está convidado para fazer muito mais pelo futuro do Brasil. O desenvolvimento e crescimento do nosso país depende de uma boa base educacional. É isto que está sendo elaborado no projeto Pensar a Educação – Pensar o Brasil. 

SP mudará ensino médio público em 2016 e alunos vão escolher disciplinas – Estado de São Paulo

O plano da Secretaria Estadual da Educação é transformar a maior parte do curso em disciplinas optativas, modelo em que os estudantes podem escolher o que vão estudar. 

Leia mais.

AMÉRICA LATINA

Por la educación, contra la violencia (La Nación, Argentina)

Más del 90% de los presos en nuestro país no tienen los estudios obligatorios completos. Esta información surge del Informe Anual del Sistema de Estadística y Ejecución de las Penas y constituye una prueba contundente de la vinculación entre falta de educación, inseguridad y violencia. 

Leia mais.

PESQUISA EDUCACIONAL

VASCONCELLOS, Vera Maria Ramos dePolíticas educativas para crianças de 0 a 3 anos. Fractal: Revista de Psicologia, v.27, n.1, p.68-73, jan.-abr. 2015.

Este artigo foi construído a partir de reflexões teórico-práticas realizadas no Núcleo de Estudos da Infância: Pesquisa & Extensão (NEI:P&E), que se insere na Linha de Pesquisa Infância, Juventude e Educação do ProPEd/UERJ. Por tradição nossos estudos abarcam questões de desenvolvimento humano de crianças, de suas famílias e de seus educadores/professores.

PENSAR INDICA

18 Razões é um blog que, articulado pelo Movimento 18 Razões para a NÃO redução da maioridade penal , apresenta alguns motivos elencados por entidades defensoras dos direitos da criança, do adolescente e da juventude em resposta à sociedade e às movimentações a favor da culpabilização e punição destes jovens. Para o 18 Razões, somente com ações realizadas com a sociedade civil organizada e governos nas instâncias psíquicas, sociais, políticas e econômicas, a violência vai diminuir.

INDICAÇÃO DO LEITOR

Ana Gabriela – TERCEIRA REUNIÃO DO OBSERVATÓRIO DE POLÍTICAS ESTUDANTIS: participação no “UFMG debate a Maioridade Penal”

Esmeralda Oliveira Vieira – Paralfaletrar‏ VIII – Ler e escrver, um direito de toda criança.

Participe do nosso boletim enviando sua indicação para o e-mail 

OPINIÃO DO LEITOR

Vera Bolognini em 04/06/2015 (EDITORIAL – Edição 085 – 03/06/2015 –Pesquisas em Educação: divulga é preciso!)

Não resta a menor dúvida que as pesquisas, na sua maioria, de grande utilidade para a sociedade não chegam ao conhecimento amplo. Acho isso tudo uma grande perda. Para quem produz o conhecimento, se esforça para realizar um estudo tão profundo e mais ainda para aqueles que poderiam usufruir desse conhecimento. Divulgar, divulgar e divulgar é preciso!

Líliam Lacasas Zanini em 04/06/2015  (EDUCAÇÃO EM DEBATE – Edição 085 – 03/06/2015 – Parques Infantis: seguros, previsíveis e estéreis?/Aleluia Heringer Lisboa)

Texto maravilhoso ! Concordo com Aleluia. Ao invés de evitar , temos que ensinar.. A nadar, a subir escadas, a subir em árvores, a correr e saber cair e levantar .

Gircelene Almeida em 09/06/2015 (SEÇÃO ESPECIAL – Edição 085 – 03/06/2015 – Para quem escrevemos: Pesquisa em Educação e o Boletim Pensar a Educação em Pauta/Renata Duarte Simões)

Parabéns!!!! Precisamos de pessoas que pensam nas minorias. Nunca é tarde. Mas, só “Pensar a educação pública” é muito pouco. Usamos a para ganhar títulos, para pagar o pão nosso de nossos filhos. Que tal devolvermos na mesma proporção? As comunidades necessitam desse retorno.

Paulo Henrique Colonense em 06/06/2015 (SEÇÃO ESPECIAL – Edição 085 – 03/06/2015 – Rota Morávia: o percurso da mudança/Juliana Santos Botelho)

Voltando a ACREDITAR em MUDANÇA…

Leia mais…

Participe do nosso boletim enviando sua opinião ou comentário para o e-mail 

TIRINHA

Por Revoltirinhas

É permitida a reprodução dos textos exclusivos, desde que seja citada a fonte.

O conteúdo dos textos publicados pelo Pensar a Educação em Pauta é de inteira responsabilidade de seus respectivos autores e não expressa necessariamente as opiniões de seus editores.

Projeto Pensar a Educação, Pensar o Brasil 1822/2022

Coordenação Geral – Luciano Mendes de Faria Filho e Tarcísio Mauro Vago

Pensar a Educação em Pauta
Coordenação Geral – Priscilla Bahiense e Luciano Mendes
Coordenação de Pesquisa e Diagramação: Sandra Ribas

Av. Antônio Carlos, 6627 – Belo Horizonte – MG – CEP: 31270-901
E-mail:  – Telefone: (31) 3409-5313

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *