Ano 3 – nº 082 / sexta-feira, 15 de maio de 2015

EDITORIAL

As Humanidades na Internacionalização das Ciências

Na última década a questão da  internacionalização entrou definitivamente na pauta das discussões científicas no Brasil. Apesar de obscurecida nos últimos anos pelos intensos debates sobre o programa Ciência Sem Fronteiras, suas qualidades e seus problemas, a internacionalização da formação profissional e científica e, de forma mais geral, das ciências brasileiras, é assunto presente nos eventos, na publicações e nas proposições de políticas de desenvolvimento científico e social brasileiro praticamente em todas as áreas do conhecimento. Continue lendo.

NAS ONDAS DA EDUCAÇÃO

No dia 18 de maio o programa de rádio “Pensar a Educação, Pensar o Brasil” recebe Francisco Foureaux. Ele é autor de um dos capítulos do livro“Junho: potência das ruas e das redes”

Segunda-feira também é dia de Sons e Literatura no Ar, Educação em pauta, Reportagem especial e Agenda da Educação com os principais eventos da semana.  

Todas as segundas-feiras, das 20h00 às 22h00, o programa Pensar a Educação Pensar o Brasil vai ao ar pela rádio UFMG Educativa 104,5FM.

ENTREVISTA

Os caminhos da Secretaria de Estado de Educação MG – Professora Macaé Evaristo

Na segunda feira, dia 11 o Programa Pensar a Educação, Pensar o Brasil recebeu a Secretária de Estado de Educação MG, Macaé Evaristo. A professora falou sobre os primeiros meses à frente da secretaria, as negociações com os professores da rede estadual e os planos para os próximos meses.

CONVITE À LEITURA 

Museu Pedagogico José Pedro Varela – Vera Lúcia Gaspar – EXCLUSIVO

Com mais de um século de vida continua ocupando o mesmo espaço, com poucas intervenções em seu projeto original e é considerado um dos mais antigos neste gênero em funcionamento. A construção foi edificada entre 1884 e 1886 no km 0 das rotas nacionais, em frente a Plazza de Cagancha na qual, desde 1867, se encontra a Estatua da Paz.

Plágio: palavras escondidas – Alessandra Junho Gama Belo – EXCLUSIVO

O livro pretende informar e sensibilizar os leitores para a importância da ética na escrita acadêmica, versando sobre as diversas formas de apropriação de textos e ideias, aceitáveis ou inadequadas — para não dizer desonestas —, na produção dos ditos originais.

EDUCAÇÃO EM DEBATE

Um mestre a quem se obriga que se vá : Selvino Assmann aposenta-se da UFSC –  Alexandre F. Vaz – EXCLUSIVO

De fato, Selvino não é um orientador em sentido mais óbvio. Da velha Escola queespera que a dissertação e a tese sejam trabalhos autorais, as reuniões de orientação com elesempre foram, pelo menos para mim, grandes experiências intelectuais, encontros em que opensamento era exercitado com rigor e precisão, mas também com alegria.

Educación y Violencia en Chile: el asesinato de dos estudiantes nos recuerda esta lamentable relación –  Felipe Zurita Garrido – EXCLUSIVO

Esta violencia constante, que adorna el paisaje histórico chileno, ciertamente ha afectado los diferentes ámbitos de la vida nacional. Uno de estos lamentablemente es justamente el de la educación, que ciertamente no es ajena a las tensiones políticas y sociales de su tierra.

A interlocução necessária entre escolas especiais e escolas inclusivas – Romerito Costa Nascimento – EXCLUSIVO

Todavia, nem todo conhecimento construído ao longo destes anos pela Escola Especial vem sendo aproveitado a contento. Com o advento da Escola Inclusiva ou Escola Comum, pensou-se em inaugurar um novo tempo. Um tempo onde tudo seria novo, diferente, com saberes e práticas inovadores.

As crianças como cidadãs de direito [de viver] ou… Sobre como se matam crianças – Sandro Santos e Joaquim Ramos – EXCLUSIVO

Atualmente, de maneira corriqueira, nos damos conta de que atos “selvagens” são cometidos contra as crianças e sua infância. Por não se tratar apenas de violência simbólica, tanta maldade coloca-nos à beira da barbárie.

Em que época estamos? Recursos para analisarmos nossa prática educacional – Tiago Tristão Artero – EXCLUSIVO

Se nós, professores, pouco soubermos sobre racionalismo, empirismo, humanismo, entre outras linhas de pensamento, e, de maneira coerente, não relacionarmos essas ideias com as tendências pedagógicas, nossa atuação será simplesmente uma mantenedora de interesses alheios aos dos alunos. Estaremos trabalhando para manter um “status quo” desvinculado das reais necessidades dos alunos.

Cotas como pretexto (2) – Juca Gil – EXCLUSIVO

Na academia os conservadores não engolirão o fato de terem que educar o povão, em especial nos cursos mais tradicionais e elitizados, basicamente porque isso exigirá que a universidade se adapte ao novo público. E os conservadores acadêmicos só aceitam que o mundo – e em particular os estudantes – se adapte a eles, não o contrário.

A Solução é educar, mas preferem privar – Ayana Omi de Oliveira – EXCLUSIVO

Desta forma diminuindo a maioridade penal, o estado estará se isentando da sua responsabilidade de investir nas escolas, levar mais recursos para as instituições de ensino que estão na periferia, investir mais na formação dos professores, em cursos que qualifiquem e valorizem o profissional da educação, invista mais em centros culturais, teatros,  cinemas,  quadras  poliesportivas,  transporte  público  de  qualidade,  centros de saúde com profissionais qualificados

Leia mais…

CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Divulgação de pesquisa em Educação – Yolanda de Freitas Assunção – EXCLUSIVO

O Projeto Pensar a Educação, Pensar o Brasil – 1822/2022 realizará nos dias 27 e 28 de maio o Seminário “EDUCAÇÃO NO ESPAÇO PÚBLICO: a comunicação pública da pesquisa em educação no Brasil”. O evento reunirá pesquisadores, jornalistas e articulistas para debater e aprimorar a comunicação pública sobre educação.

Programa de Internacionalização das Ciências Humanas e Sociais mineiras – Minas Faz Ciência

Ação inédita da FAPEMIG permite que graduandos e pós-graduandos das Ciências Humanas possam ter a oportunidade de fazer intercâmbio nas melhores escolas do planeta.

‘Meu tempo ainda é de lutar’, diz Magda Soares, primeira educadora agraciada com prêmio do CNPq – Notícias UFMG

A professora Magda Soares, referência brasileira em temas relacionados à alfabetização e ao letramento, é a terceira mulher a conquistar o prêmio que contempla, a cada três anos, o campo das Ciências Sociais, Humanas, Letras e Artes.

Leia mais notícias…

EDUCAÇÃO PELO BRASIL

‘Situação é de crise, mas o que fazer com alunos?’, diz novo reitor da UFRJ –Jornal O Dia

Mesmo com o sonho da ‘Pátria Educadora’ anunciado pela presidenta Dilma no começo do ano, a realidade é de cofres vazios. Tanto que o recém-eleito reitor da UFRJ, Roberto Leher, prevê que os orçamentos não durarão mais de quatro meses. 

Leia mais notícias…

AMÉRICA LATINA

“Una política de Estado en educación superior” (Página 12, Argentina)

Luego de un reñido proceso de discusión, los rectores de las universidades nacionales reunidos en el Consejo Interuniversitario Nacional (CIN) firmaron un documento en el que reclaman que el gobierno que suceda al actual a partir de las próximas elecciones presidenciales “continúe y profundice” el “crecimiento histórico” que las universidades han conseguido durante los últimos años. 

Leia mais notícias…

PESQUISA EDUCACIONAL

MARTIN, Lívia da Silva Neiva; TOSCHI, Mirza Seabra. Celular na escola: políticas, usos e desafios pedagógicos. Inter-Ação, Goiania, v.39, n.3, p.557-574, set.-dez. 2014. 

Este estudo teve como objetivo geral identificar e analisar quem e quais são os atores escolares que usam o celular na escola. Buscou, ainda, identificar quais mudanças ocorreram e ocorrem com o uso do celular na escola na perspectiva de conhecer as alterações provocadas nas atividades pedagógicas de escolas municipais e estaduais de uma cidade de médio porte.

PENSAR INDICA

EMdiálogo é um portal criado para estimular o diálogo, articular parcerias e socializar conhecimentos e experiências que contribuam para a melhoria do ensino médio público. Como o nome já diz, este espaço tem como objetivo potencializar o diálogo de forma horizontal e transparente entre estudantes, professores, pesquisadores, comunidade escolar e demais interessados em contribuir para a construção de um ensino médio inclusivo e de qualidade.

INDICAÇÃO DO LEITOR

Vera Lúcia Nogueira –  “Revista Educação em Foco”, do PPGE/UEMG.

Participe do nosso boletim enviando sua indicação para o e-mail 

OPINIÃO DO LEITOR

Comentários pelo Facebook:

Eliane Maciel em 08/05/2015 (EDITORIAL – Edição 081 – 08/05/2015 – A propósito da violência como educação)

PATRIA VIOLENTA!!!

Eliane Lopes em 09/05/2015 (EDITORIAL – Edição 081 – 08/05/2015 – A propósito da violência como educação)
Um Editorial que põe os pingos nos is e nos jotas.
A pátria violenta… sempre foi… é um refrão a ser reafirmado? ou podemos mudar?

Ale Shueler em 08/05/2015 (EDUCAÇÃO EM DEBATE – Edição 081 – 08/05/2015 – Ser Docente en América Latina/Felipe Zurita Garrido)
Excelente texto!

Ilka Smith em 09/05/2015 (EDUCAÇÃO EM DEBATE – Edição 081 – 08/05/2015 – A proteção que desprotege/Aleluia Heringer Lisboa)
A maneira de você ler a vida, Luia, é simples e fantática. Texto muito bem escrito, com a caneta do coração. Parabéns! continue escrevendo e nos ajudando a crescer e aprender mais.

Adelaine Caldeira em 09/05/2015 (EDUCAÇÃO EM DEBATE – Edição 081 – 08/05/2015 – A proteção que desprotege/Aleluia Heringer Lisboa)
Alerta a todos nós pais e educadores, excelente texto Luia! Sou sua fã, bjos

TIRINHAS

Armandinho e os professores – Jornal GGN

Participe do nosso boletim enviando sua opinião ou comentário para o e-mail 

É permitida a reprodução dos textos exclusivos, desde que seja citada a fonte.

Projeto Pensar a Educação, Pensar o Brasil 1822/2022
Coordenação Geral – Luciano Mendes de Faria Filho e Tarcísio Mauro Vago

Pensar a Educação em Pauta
Coordenação Geral – Priscilla Bahiense e Luciano Mendes
Coordenação de Pesquisa e Diagramação: Sandra Ribas

Av. Antônio Carlos, 6627 – Belo Horizonte – MG – CEP: 31270-901
E-mail:  – Telefone: (31) 3409-5313

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *