Menu

Ano 2 – nº 070 / sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

EDITORIAL

Políticas de Memória, práticas de esquecimento

Depois de quase três anos de trabalho a Comissão Nacional da Verdade divulgou nesta quarta, dia 10 de dezembro, o Relatório Final. O documento, em três volumes, traz, de forma detalhada, os resultados das investigações, das audiências públicas, das entrevistas realizadas pela Comissão, além de uma lista  de 434 nomes de mortos e desaparecidos durante o regime militar,  textos de membros da Comissão sobre temas específicos, como a violação dos direitos de indígenas,  e recomendações. Leia mais.

NAS ONDAS DA EDUCAÇÃO

Em virtude das férias do Programa de Rádio Pensar a Educação Pensar o Brasil, indicamos, nessa semana, o programa que foi ao ar no dia 10 de março de 2014. Com o tema “O Golpe Militar e a Educação”, o professor Marcus Aurélio Taborda de Oliveira, foi o entrevistado e compartilhou suas memórias sobre o período. O programa conta ainda com uma Reportagem Especial sobre as “Mulheres na Ditadura”, Educação em Pauta, com o professor Marcus Taborda sobre a proposta de Federalização do Ensino, além da Seção Especial Educação e Mídias, com o professor Luciano Mendes de Faria Filho, que tratou do revisionismo sobre o Golpe de 1964.

Todas as segundas-feiras, das 20h00 às 22h00, o programa Pensar a Educação Pensar o Brasil vai ao ar pela rádio UFMG Educativa 104,5FM.

ENTREVISTA DA SEMANA

Aprofundamento das discussões de temas polêmicos e também do cotidiano da Educação Fundamental – Elí T. Henn Fabris, coordenadora do GT 13 (Educação Fundamental) – Notícias ANPED

Confira a entrevista especial do Boletim Anped com a coordenadora do GT 13 da Associação, a professora Elí T. Henn Fabris, que analisa a atuação do GT de Educação Fundamental e sua articulação junto à Anped e à área da educação em âmbito nacional e internacional.

CONVITE À LEITURA 

Hannah Arendt e a Condição Humana – Isabel de Oliveira e Silva  EXCLUSIVO   

O amor que move o educador, nada tem de negação da profissionalidade de sua atividade. Ao contrário, como responsável por apresentar o mundo a quem chega, criando as condições para que este possa não apenas preservar, mas ser a possibilidade no novo nesse mundo que para ele sempre será velho.

            

EDUCAÇÃO EM DEBATE

Tempo de Crisálida: acolhimento ético, amizade política, ação formativa – Marcus Vinicius Corrêa Carvalho – EXCLUSIVO

Questionar a construção histórica de crenças, de valores, de costumes, de sociabilidades e de conhecimentos pode significar a capacidade de surgir no mundo de forma emancipada, manifestando lucidez e liberdade, quando não se está jogando um jogo estritamente pessoal.

Protagonismo estudantil na América Latina – José Rubens Lima Jardilino –EXCLUSIVO

O que muda de Tlatelolco a Ayotzinapa? Talvez o nível escolar em que esses estudantes estavam: no primeiro caso, eram alunos da universidade; no segundo, eram jovens/adolescentes de uma Escola Normal Rural. Todavia, a truculência do Estado mexicano foi a mesma. 

Por que é dificil melhorar a educação no Brasil? – Por Simon Schwartzman – Simon’s Site

Aos 6-7 anos, todas as crianças deveriam estar lendo fluentemente, se os professores estivessem presentes e usassem os métodos adequados de alfabetização. Mas os professores não sabem, ou são contra estes métodos, e muitos estudantes permanecem para sempre analfabetos funcionais.

Educadores debatem expansão de ensino de línguas na universidade – Portal MEC

O ministro da Educação, Henrique Paim, falou da importância do momento educacional que o país está atravessando, com o avanço dos quesitos de idioma das nossas universidades. “Conseguimos com muita luta e esforço fazer com que os estudantes brasileiros tenham oportunidade, por meio deste programa, de estudar nas melhores universidades do mundo e assim, aumentar a produção científica do país”, afirmou.

Secular negligência – Eduardo Giannetti – Folha de São Paulo 

O futuro do Brasil não será decidido nas reuniões do Copom, nos pregões da Bolsa ou nas profundezas do pré-sal. Ele será decidido nas milhares de salas de aula da nossa imensa nação. A qualidade da educação em qualquer lugar do mundo não pode superar a qualidade dos seus professores. Eis o nó da questão.

CIÊNCIA E TECNOLOGIA 

A universidade e sua relação com os povos indígenas – Boletim UFMG

Publicizar as realidades e lutas cotidianas desses povos, esclarecer quem são, como vivem, de que maneira vivem e a relação que estabelecem com seus territórios pode favorecer o respeito ao direito essencial à terra, condição para que os demais direitos se concretizem, entre eles, o direito à educação.

Michel Temer quer Ciência sem Fronteiras para América Latina – Portal Brasil

Na 24ª Cúpula Iberoamericana de Chefes de Estado e Governo, que terminou nesta terça-feira (9), o vice-presidente Michel Temer defendeu a adoção do modelo do programa Ciência sem Fronteiras para outros países da América Latina.

Editora busca pesquisadores brasileiros para publicar nos Estados Unidos – Agência FAPESP

Entre as publicações produzidas pela editora – com distribuição nas principais livrarias e bibliotecas norte-americanas –, estão livros didáticos, obras baseadas em teses de doutorado, dissertações, ensaios de conclusão de disciplinas e outros trabalhos acadêmicos.

CNPq atende demanda da comunidade científica e cria Diretoria de Ciências Humanas e Sociais – Portal CNPq

Atendendo uma demanda histórica dos pesquisadores e das associações e sociedades científicas nacionais da área, o Conselho Deliberativo do CNPq aprovou, em sua reunião realizada no dia 26 de novembro de 2014, a criação da Diretoria de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas. Esta solicitação foi encaminhada pela Diretoria Executiva do CNPq, que havia aprovado anteriormente esta demanda.

CNPq aprova criação de diretoria para Ciências Humanas e Sociais – Notícias da UFMG

As áreas das ciências humanas, sociais, sociais aplicadas e educação vão contar com uma diretoria própria no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Essas áreas ainda são vinculadas à Diretoria de Engenharias, Ciências Exatas, Humanas e Sociais (DEHS).

EDUCAÇÃO PELO BRASIL

UnB oferece bolsa de mestrado a indígenas e quilombolas – Por Mariana Tokarnia – Agência Brasil

O público-alvo é formado por profissionais vinculados a instituições que promovam a sustentabilidade de povos e territórios tradicionais, como associações de base comunitária, organizações não governamentais de assessoria, redes de representação e articulação política ou órgãos de governo das esferas municipal, estadual ou federal.

Apenas 54,3% dos jovens concluíram ensino médio até os 19 anos em 2013 – Por Yara Aquino – Agência Brasil

“O indicador tem grande impacto e mostra que ainda há grande disparidade. Vemos um abismo entre raças, entre o meio urbano e o rural e de faixa de renda. Vemos a brecha do acesso se fechando”, diz Alejandra Velasco.

Prefeitura aprova aluno com nota vermelha – Por Fábio Takahashi – Folha de São Paulo

Gestores têm de se equilibrar entre o fato de a reprovação aumentar a evasão e a pressão dos professores pela adoção do mecanismo, sem o qual teriam de aprovar quem não aprendeu.

Rede municipal reforça aulas de língua inglesa – Por Junia Oliveira – Uai Educação

Disciplina será obrigatória na rede pública a partir de fevereiro, na volta às aulas, para 8 mil estudantes do 6º ano. Em vez de três, serão quatro anos de estudos.

Menos da metade dos jovens até 19 anos concluiu o Ensino Médio no RS, aponta ONG – Por Eduardo Rosa – Zero Hora

Os indicadores foram calculados com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2013, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Plano de formação do professor abrirá 710 vagas de licenciatura – Portal MEC

Os cursos são gratuitos para todos os professores. O custeio é responsabilidade da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), que repassa recursos para as instituições de ensino superior responsáveis pela formação, supervisão de estágios e certificação.

“Professor precisa falar menos e provocar mais”, diz educador – Por Marina Morena Costa – Portal Porvir

Como alternativa à tradicional aula expositiva, Fábio propõe a adoção de oficinas de estudo. Com o método, os conteúdos se tornam meio para o desenvolvimento da autonomia no aprendizado e, a sala de aula, o ambiente. 

Pesquisadores cobram gestão mais cuidadosa nos investimentos em educação – Por Vinícius Lisboa – Agência Brasil

“Se não tomarmos cuidado com a gestão,não chegaremos a 10% do PIB [Produto Interno Bruto, investidos na educação] e não teremos o que o povo espera, que é educação de qualidade”, disse o pesquisador Fernando de Holanda Barbosa.

Tocantins supera meta nacional de conclusão do ensino médio até os 19 anos de idade – Jornal Conexão Tocantins

A rede estadual de ensino está acima da média nacional no número de estudantes que terminaram a 3ª série do ensino médio até os 19 anos de idade. Em 2013 68,8% dos alunos do estado se formaram nesta faixa etária; enquanto que no Brasil, segundo pesquisa do movimento Todos pela Educação, a média foi de 54%

Línguas indígenas ganham reconhecimento oficial de municípios – Jornal Diário de Pernambuco

O vice-prefeito diz que o Instituto Federal do Amazonas (Ifam) está implantando um curso de graduação para professores de línguas indígenas em São Gabriel da Cachoeira e isso deve contribuir para formar quadros qualificados. Além disso, está em discussão a criação de uma regra unificada para a escrita desses idiomas.

Insatisfeita, comunidade acadêmica reclama de crise orçamentária – Tribuna da Bahia

Professores, estudantes e técnico-administrativos estão insatisfeitos com a atual condição das universidades do Estado. Somente neste ano, o Governo Estado da Bahia confiscou R$ 12 milhões do que seria repassado para os centros de ensino superior, e pretende cortar mais R$ 7 milhões no próximo ano.

AMÉRICA LATINA

Maniobra interpretativa de la realidad educativa – La Nación, Argentina

¿Hay algo de realista en el optimismo con el que el ministro de Educación, Alberto Sileoni, recibió en los últimos días los resultados de las nuevas evaluaciones internacionales de educación que muestran que la Argentina mejoró significativamente en matemática y ciencias en primaria y, parece, también en lengua, aunque mucho menos? 

Desde el tercero de primaria aumentarán horas de clases – El Deber, Bolivia

Desde el próximo año, los estudiantes del tercero a sexto de primaria tendrán más horas de clases a fin de mejorar su preparación académica para enfrentar la secundaria y reforzar el área científica, reveló ayer el ministro de Educación, Roberto Aguilar, durante la inauguración del Cuarto Encuentro Pedagógico del Sistema Educativo Plurinacional. 

Gajardo, el profesor de la discordia: “Hay algunos que no creen en nada” – La Tercera, Chile

A Jaime Gajardo siempre le gustó ir a la feria. Trataba de acompañar todos los fines de semana a su señora, como si fuese una visita obligada. Eso, hasta que en 2011 las movilizaciones estudiantiles fueron, cada vez más, polarizando un ambiente que hasta ahí se había mantenido tranquilo para el profesor de matemáticas. 

Ayotzinapa… al pie del fuego orientador – El Tiempo, Colombia

Ayotzinapa, palabra fértil que, desde su significado náhuatl, se nombra ‘río de las calabacillas’, antigua alusión a los surcos labrantíos y al poder rural colectivo. Hoy nos convoca alrededor de la defensa de la vida, como en verdad lo ha venido haciendo hace más de 85 años en su sede educativa del estado Guerrero (México). 

¿Privatizar las universidades?  Diario Extra, Costa Rica

Bien decía Adam Smith que el presupuesto del Gobierno debe manejarse con los mismos criterios que el de cada familia. Los presupuestos sanos son equilibrados, es decir, déficit cero. El gasto público reduce las tasas de crecimiento, aumenta el desempleo y hace que los salarios sean más bajos. 

Forenses buscan más evidencias en caso de estudiantes desaparecidos en México – Granma, Cuba

El Equipo Argentino de Antropología Forense (EAAF) que participa en la identificación de restos presuntamente pertenecientes a los estudiantes normalistas desaparecidos en Iguala afirmó que aún hoy faltan evidencias que obligan a continuar los procesos de búsqueda y análisis. 

El aula, un espacio para conocer ritos indígenas – El Comercio, Ecuador

Zumbahua es páramo, es pajonal, es altura, es frío, es sinchi huayra o viento fuerte, es arcoíris… Así describe Digna Palumba a la comunidad en la que nació, creció y hace cinco meses dejó para mudarse a Quito y estudiar Gerencia y Liderazgo, en la Universidad Politécnica Salesiana, en el norte de la urbe. 

Latinoamérica mejora en educación primaria – El Salvador, El Salvador

Los países latinoamericanos experimentaron en los últimos siete años una mejoría de sus indicadores de lectura, escritura, matemática y ciencias naturales en educación primaria, pero sigue vigente el reto de alcanzar una educación de mayor calidad, afirmó recientemente la Unesco. 

La educación es la fuente del desarrollo – Prensa Libre, Guatemala

Una amplia promoción de la interculturalidad y la defensa de los derechos de los pueblos indígenas es lo que destaca en la trayectoria profesional de Eduardo Enrique Sacayón Manzo (1948), quien en agosto de este año recibió la Orden Ixim que otorga el Gobierno de Guatemala, a través de la Dirección General de Desarrollo Cultural y Fortalecimiento de las Culturas. 

Educación y tecnología – La Tribuna, Honduras

¿Son conceptos complementarios, excluyentes o contrapuestos? Depende de la dependidura como dijo aquel. Lo mismo pasa con conceptos o realidades como civismo y turismo, reelección y democracia, hombre y  mujer, civismo y globalización, política y corrupción, libertad y obediencia. 

El caso Ayotzinapa sigue hasta apresar a todos: Murillo – La Jornada, México

El titular de la Procuraduría General de la República (PGR), Jesús Murillo Karam, confirmó ayer que unos de los restos óseos encontrados en un basurero del municipio de Cocula, Guerrero, corresponden al normalista Alexander Mora Venancio, uno de los 43 estudiantes desaparecidos desde el pasado 26 de septiembre en Iguala.

Confirman identificación de uno de los estudiantes mexicanos desaparecidos La Voz del Sandinismo, Nicaragua

Las autoridades mexicanas confirmaron este domingo la identificación de los restos de Alexander Mora, uno de los 43 estudiantes normalistas desaparecidos en septiembre último en Iguala, sur del estado de Guerrero. 

El ajedrez como herramienta pedagógica: Mery Ceballos – La Prensa, Panamá

Aprovechando la terminación del año lectivo 2014, en el que más de 421 mil 70 niños formaron parte de la educación primaria, de acuerdo a las estadísticas del Ministerio de Educación, consideramos oportuno hacer algunas reflexiones. 

Países iberoamericanos quieren mejorar educación universitaria – Diario ABC Color, Paraguay

Cartes arribó ayer a las 15:00 hora local (18:00 de nuestro país) a Veracruz, México, para participar de la XXIV Cumbre Iberoamericana, que se vuelve a hacer en este país tras 24 años. La primera edición se había realizado aquí. Cartes, al llegar al hotel, fue recibido por el rey Felipe de España. 

México: Alexander Mora, el estudiante que presentía algo malo – El Comercio, Perú

A mediados de setiembre, Alexander Mora Venancio regresó a su casa para festejar con su familia el asueto por el aniversario de la independencia de México. En El Pericón, la comunidad donde vivía, se encontró con varios ex compañeros de la secundaria y jugó fútbol, su deporte favorito.

DE firma nueva carta circular sobre niños dotados – El Nuevo Día, Puerto Rico

El Departamento de Educación (DE) anunció hoy, sábado, la aprobación de una nueva carta circular que amplía las estrategias para atender a miles de niños y jóvenes dotados que cursan estudios en el sistema público de enseñanza pública. La Carta Circular establece una alianza de colaboración y apoyo con el Instituto de Investigación y Desarrollo para Estudiantes Dotados (IIDED), entidad sin fines de lucro que atiende a este segmento poblacional estimado en 25,000 alumnos.

Danilo: República Dominicana tiene un compromiso con una educación de calidad – Diario Libre, República Dominicana

El presidente Danilo Medina afirmó aquí que República Dominicana tiene un compromiso con una educación de calidad y citó como ejemplo de ese compromiso social el Pacto Nacional para la Reforma Educativa, que fue firmado en el país a principios de 2014. Medina proclamó que un sistema educativo es la herramienta más poderosa para construir la equidad y el desarrollo de una sociedad, lo que solo es posible en una sociedad de mayores oportunidades para todos. En ese sentido, aseguró que en la República Dominicana se está produciendo una auténtica revolución educativa.

“Aún producimos demasiados abogados y pocos ingenieros” – El País, Uruguay

Para De la Torre, una reforma educativa como la que planea hacer Uruguay “va a tener que ligarse a una visión de la economía”. El Banco Mundial (BM) está realizando un estudio sobre desigualdad en América Latina y qué factores ayudaron a reducirla en la última década. 

“Ébola Cubano” también infectó la educación – El Nacional, Venezuela

Los proyectos estatales de alienación alrededor de una sola idea política, también conocido como “lavado de cerebro”, no se detienen: el Gobierno de Nicolás Maduro está próximo a promulgar la Ley de Educación Militar en las escuelas. En las escuelas públicas y privadas de Venezuela los niños más tiernos de los primeros cursos aprenden a conocer el alfabeto y su uso con patrones expuestos en las cartillas oficiales de enseñanza tales como “El Che luchó en Cuba” o “Cuba sí, yanquis no” para instruirse, por ejemplo, en el empleo de las letras Ch y Y, respectivamente.

PESQUISA EDUCACIONAL

A artesania de um fazer a prática do trabalho de educadores – ZUCCHETTI, Dinora Tereza; MOURA, Eliana Perez Gonçalves de  and  MENEZES, Magali Mendes de –  Rev. Bras. Educ. [online]. 2014, vol.19, n.59, pp. 967-985. 

O artigo apresenta resultados de pesquisa em práticas de educação não escolar. Inicialmente delineia uma breve revisão sobre práticas socioeducativas, enquanto conceito e intervenção. Por meio de entrevistas individuais e da formação de grupos de discussão com educadores atuantes em projetos socioeducativos, buscou-se uma reflexão sobre suas práticas, levando em consideração as seguintes categoria de análise: formação, trabalho e sua natureza, conceito de socioeducativo, estratégias pedagógicas.

PENSAR INDICA

Conheça a página da Comissão Nacional da Verdade (CNV), que tem por finalidade apurar graves violações de Direitos Humanos ocorridas entre 18 de setembro de 1946 e 5 de outubro de 1988. No dia 10 de novembro o relatório final da Comissão Nacional da Verdade foi entregue, em cerimônia oficial no Palácio do Planalto, à presidenta Dilma Rousseff. Dividido em três volumes, o relatório é o resultado de dois anos e sete meses de trabalho da Comissão Nacional da Verdade, criada pela lei 12528/2011. 

INDICAÇÃO DO LEITOR

Revista de Fontes – UNIFESP  – Indicado por Maria Rita Toledo

Participe do nosso boletim enviando sua indicação para o e-mail 

CONVITE AO LEITOR

Carta-convite aos Professores e Alunos da Pós Graduação em Educação

Gostaríamos de convidá-l@ a ler e a colaborar com o boletim Pensar a Educação em Pauta. Uma forma de colaborar com o boletim é indicando notícias, textos de opinião e pesquisas sobre educação que merecem ser divulgados. Outro tipo de colaboração é a produção de textos de divulgação de pesquisa ou de opinião sobre educação.  Nessa última modalidade, as colaborações podem ser ocasionais ou, o que muito nos alegraria, de forma sistemática. Neste caso você passaria a participar do nossa equipe de articulistas, ao lado de outros colegas do Brasil e de outros países da América Latina. Leia mais…

OPINIÃO DO LEITOR

Participe do nosso boletim enviando sua opinião ou comentário para o e-mail 

É permitida a reprodução dos textos exclusivos, desde que seja citada a fonte.

O conteúdo dos textos publicados pelo Pensar a Educação em Pauta é de inteira responsabilidade de seus respectivos autores e não expressa necessariamente as opiniões de seus editores.

Projeto Pensar a Educação, Pensar o Brasil 1822/2022
Coordenação Geral – Luciano Mendes de Faria Filho e Tarcísio Mauro Vago

Pensar a Educação em Pauta
Coordenação Geral – Priscilla Bahiense e Luciano Mendes
Coordenação de Pesquisa e Diagramação: Sandra Ribas

Av. Antônio Carlos, 6627 – Belo Horizonte – MG – CEP: 31270-901
E-mail: – Telefone: (31) 3409-5313

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *