Ano 2 – nº 066 / sexta-feira, 14 de novembro de 2014

EDITORIAL

A CONAE e o Plano Nacional de Educação

Na próxima semana, dos dias 19 a 23 de novembro, realiza-se em Brasília a Conferência Nacional de Educação. O tema central é O PNE na Articulação do Sistema Nacional de Educação: Participação Popular, Cooperação Federativa e Regime de Colaboração.

Convocada inicialmente para Fevereiro de 2014, a Conferência foi, inicialmente, cancelada inexplicavelmente pelo Ministério da Educação. Os movimentos sociais e demais organizações da sociedade civil interessados no tema, lendo nesse movimento do Ministério uma tentativa de esvaziar a pressão sobre o Congresso que, naquele momento, discutia o Plano Nacional de Educação, se mobilizaram e levaram ­­­­o MEC a transformar o cancelamento num adiamento, razão pela qual a Conferência realiza-se apenas agora, após a aprovação do PNE e a realização das eleições. Leia mais.

NAS ONDAS DA EDUCAÇÃO

Fique atento às atrações do programa de rádio “Pensar a Educação, Pensar o Brasil” do dia 17 de novembro de 2014.
No programa da próxima segunda-feira, teremos uma conversa sobre a Juventude Negra no Brasil, com a professora Analise de Jesus da Silva. Além da entrevista, teremos a coluna Educação em Pauta com o professor Marcus Taborda, Reportagem Especial, Agenda da Educação, Destaques do Boletim Pensar a Educação em Pauta e a Sessão Especial, “Sons e Literatura no ar”, com Josiley Francisco e Marco Scarassatti.

Todas as segundas-feiras, das 20h00 às 22h00, o programa Pensar a Educação Pensar o Brasil vai ao ar pela rádio UFMG Educativa 104,5FM.

ENTREVISTA DA SEMANA

Entrevista: XI Seminário Regional Nossa Escola Pesquisa Sua Opinião – NEPSO – Polo MG – EXCLUSIVO

Entrevistadas: Professora Maria da Conceição Fonseca (UFMG), Carolina Nascimento (Instituto Paulo Montenegro), Joana Rodrigues (Fundação Vox Populi – Portugal), Professora Natércia Charruadas (Escola Secundária Augusto Gomes – Matosinhos, Portugal), Catarina Moniz (Escola Secundária Augusto Gomes – Matosinhos, Portugal), Marcia Fernandes (Escola Secundária Augusto Gomes – Matosinhos, Portugal).

Nesse seminário, estudantes da Educação Básica que, ao longo do ano, desenvolveram pesquisas de opinião sobre temas por elas e eles escolhido e qualificado (criando, para isso, instrumento de pesquisa, fazendo pre-teste, indo a campo, tabulando respostas, produzindo resultados, criando peças de divulgação, elaborando planos de intervenção) vêm à FaE para apresentar seu trabalho.

CONVITE À LEITURA

A força da escravidão (Sidney Chalhoub) – Alessandra Frota Martinez de Schueler – EXCLUSIVO

A força da escravidão: ilegalidade e costume no Brasil oitocentista, a escravidão e a liberdade foram analisadas sob o prisma das incertezas, das indeterminações históricas e da precariedade de condições e estatutos numa sociedade em que a força das relações escravistas impregnava, cotidianamente, as experiências individuais e coletivas.

EDUCAÇÃO EM DEBATE

Lições do passado? A escola graduada e a organização da aprendizagem em ciclos – André Luiz Paulilo  EXCLUSIVO

O arranjo que a escola seriada permitiu dar à classificação dos alunos e às atribuições dos professores também produziu repetência e evasão ao submeter a aprendizagem a um controle mais estreito do tempo e objetivá-la em padrões médios de resultado.

Walter Benjamin e a infância – contribuições para a educação infantil – Sandro Vinicius Sales dos Santos – EXCLUSIVO

Uma das formas de se compreender a riqueza da teoria benjaminiana consiste em perceber a diversidade de formas literárias que compõem sua obra: textos ensaísticos, monográficos, aforismos, críticas, resenhas e cartas, para citar apenas algumas formas textuais presentes na escrita desse autor.

Aprendizagem: provém das capacidades individuais ou dos aspectos ambientais? – Thiago Tristão Artero – EXCLUSIVO

Tanto por parte da família quanto por parte da sociedade, essas indagações existem e mesmo que, de fato, não influencie na decisão de qual a melhor rotina a ser seguida pelas crianças e jovens, devido à grande importância do tema, deveria.

Publicidade Infantil, tema da redação do ENEM 2014 surpreende candidatos do exame que ocorreu com absoluta tranqüilidade e sem problemas de vazamento de provas – Por Marcus Aurélio Taborda de Oliveira

Nos dias 8 e 9 de novembro milhões de estudantes fizeram o ENEM. Principal porta para o acesso ao ensino superior, a prova reune 180 questões e uma redação. Na coluna educação em pauta o jornalista Vinicius Luiz conversou com o professor Marcus Taborda sobre a segurança da prova, o tema da redação, e a intensidade da prova.

Pró-reitoria de Assuntos Estudantis: uma UFMG para desafios contemporâneos –Por Tarcísio Mauro Vago – Boletim UFMG

A Universidade vive circunstâncias que têm produzido uma reconfiguração de seu corpo discente, e não somente pelo aumento da quantidade, mas, sobretudo, pela rica e instigante diversidade de estudantes que aqui chegam. Novos sujeitos circulam por seus campi, alamedas, institutos e faculdades – sujeitos no exercício de seu direito à educação superior.

Um site para lidar com a dislexia – Por Ângela Maria Vieira Pinheiro – Boletim UFMG

Com linguagem acessível aos professores, essa plataforma, como as versões que deram origem a ela, leva o usuário a conhecer a dislexia, a identificar os sinais de risco dessa condição e a lidar com os disléxicos em sala de aula. 

Exame de maturidade – Zero Hora

O Exame Nacional do Ensino Médio consagrou-se como mecanismo eficiente de avaliação da qualidade da educação formal e, mais recentemente, como forma de acesso à universidade. É por isso que, numa prova com mais de 8 milhões de inscritos, incidentes isolados devem ser tratados como tal.

CIÊNCIA E TECNOLOGIA 

Pesquisas científicas e crimes contra a propriedade intelectual – Renata Duarte Simões – EXCLUSIVO

Não há como negar que, no Brasil, a fraude em pesquisas científicas também está relacionada à lógica produtivista, à lógica de que a publicação de artigos serve para melhorar currículos e garantir bolsas, projetos, privilégios. Pressionados a produzir em pouco tempo e seduzidos pelas vantagens oferecidas.

Produção científica e tecnológica – Evaldo Ferreira Vilela e Elisa Maria Pinto da Rocha

No atual momento, de profundas transformações tecnológicas, a informação e o conhecimento tornaram-se fatores essenciais a]à competitividade e, neste contexto, o desempenho socioeconômico passa a depender, fundamentalmente, do desenvolvimento tecnológico e de suas aplicações.

História e Ética: Nota sobre os resultados da Jornada da ANPUH – A diretoria da ANPUH

Tal como programado, no dia 29/10 ocorreu a Jornada da ANPUH História e Ética, em parceria com o PPGH da UNIRIO. Tivemos um dia intenso de debates, com resultados muito interessantes e desdobramentos que poderão ser bastante proveitosos para a nossa área. 

A universidade na berlinda – Por Vivian Costa – Jornal da Ciência

Na opinião de Buarque, é preciso que a universidade passe por uma reestruturação. Cristovam Buarque levanta questionamentos e propostas para que a universidade se reinvente e continue geradora e disseminadora de conhecimento

Estudo propõe uma taxonomia de razões para citar artigos em publicações científicas – SciELO em Perspectiva

A ciência avança com base no conhecimento prévio acumulado, e pesquisadores fazem suas contribuições a partir das descobertas de outros. A forma mais usual de se referenciar a trabalhos anteriores em artigos científicos é por meio de citações a artigos publicados. 

EDUCAÇÃO PELO BRASIL

Escolas públicas ensinam a empreender aos 5 anos  Por Naiady Piva  Gazeta do Povo

Desde agosto, crianças do 1.º ao 5.º ano do ensino fundamental participam do curso Jovens Empreendedores – Primeiros Passos, em que desenvolvem no contraturno atividades que resultam em “miniempresas”.

Os Moocs, depois da euforia… – Por Thais Paiva – Carta na Escola

Em visível expansão, o modelo dos MOOCs é alvo de uma série de críticas. Para especialistas, a visão de que os cursos abertos vão solucionar a questão da desigualdade no acesso ao Ensino Superior é ingênua e equivocada.

Computador está fora da sala de aula na maioria das escolas públicas –Por Daniel Mello – Agência Brasil

Para o coordenador do Programa Cidadania dos Adolescentes do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), Mário Volpi, ainda faltam estratégias para uso dos avanços tecnológicos no ensino. Segundo ele, a maioria dos estados gastou tempo e dinheiro do poder público para aprovar no Legislativo uma lei que proíbe o celular na sala de aula, quando deveria gastar o tempo “para pensar como potencializar os processos pedagógicos com o uso do celular”.

Baixa procura de alunos faz colégios fecharem as portas para aulas à noite – Por Tamirys Machado – Tribuna da Bahia

O Sindicato dos Professores do Estado da Bahia (APLB) afirmou que não concorda com fechamento de colégios e pede uma revitalização no modelo noturno. A revitalização consiste também em um currículo voltado para os jovens e adultos trabalhadores e leve em consideração as especificidades dentro de todas as áreas de conhecimento”, concluiu.

Comissão aprova recuperação especial para estudantes com baixo rendimento escolar – Portal Senado

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) aprovou, nesta terça-feira (11), projeto que determina que estudantes com baixo rendimento escolar sejam incluídos em plano de recuperação especial.A proposta teve origem na Sugestão nº 12, de 2011, da “Jovem Senadora” Rafaela de Souza e Silva, participante do Projeto Jovem Senador.

Menos governo, mais educação – Por José Ticiano – Portal Administradores

Cabe ao Governo atuar como catalisador de novas políticas para o ensino, de forma a torná-lo mais eficiente e eficaz. Se perdurar a atual situação, o país continuará a fazer parte do ranking das nações que apresentam lastimáveis índices que revelam nossas fragilidades no atual sistema educacional.

Comissão aprova recuperação especial para estudantes com baixo rendimento escolar – Carta na Escola

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) aprovou, nesta terça-feira (11), projeto que determina que estudantes com baixo rendimento escolar sejam incluídos em plano de recuperação especial.A proposta teve origem na Sugestão nº 12, de 2011, da “Jovem Senadora” Rafaela de Souza e Silva, participante do Projeto Jovem Senador.

AMÉRICA LATINA

Las movilizaciones por todo México no cejan – Página 12, Argentina

Nada alcanza para restañar a una sociedad herida: ni el arresto del ex alcalde de Iguala, a quien se le imputa la autoría intelectual de la desaparición forzada y, aparentemente, el asesinato de un total de 46 estudiantes normalistas de Ayotzinapa; ni la caída del gobernador del estado, Angel Aguirre Rivero, sustituido por un académico que fue secretario general de la Universidad Autónoma de Guerrero.

Banco Mundial sitúa a Bolivia entre los 10 países del mundo que más invierten en educación – La Razón, Bolivia

Bolivia está ubicada entre los 10 países del mundo que más invierten en el sector educativo, según el ranking en inversión e incentivo a la educación realizado por el Banco Mundial (BM) en el período 2009-2013 y difundido por el matutino digital Tiempo de Honduras. 

Colegio de Profesores y Mineduc definen calendario para discutir carrera docente – La Tercera, Chile

A partir de este jueves, el Colegio de Profesores mantendrá reuniones semanales con el Ministerio de Educación, para discutir el proyecto de carrera docente que impulsa el gobierno.

¿Qué profesión estudiar? – El Heraldo, Colombia

Miles de jóvenes en el país están definiendo, en estos días, qué profesión estudiar. En primer lugar, digamos que no hay una profesión mejor que otra. 

Maestros atacan sede del PRI y se enfrentan con la policía de Guerrero – El País, Costa Rica

Un grupo de maestros del estado mexicano de Guerrero atacó la sede del Partido Revolucionario Institucional (PRI) en Chilpancingo, una agresión que fue repelida por la policía estatal causando un enfrentamiento. Los maestros llegaron hacia las 11.00 hora local (17.00 GMT) a las instalaciones de este partido (en el poder a nivel federal) y se metieron a la fuerza para causar destrozos y prenderles fuego, según constató Efe.

Educadores cubanos rumbo a Pedagogía 2015 – Granma, Cuba

Pedagogía 2015 ya está en etapa de preparación, aseguró la doctora Aida Terrero Lafita, directora de Relaciones Internacionales del Ministerio de Educación (Mined), durante un intercambio con la prensa. 

Los afro piden más apertura a las universidades – El Comercio, Ecuador

El ingreso de estudiantes afroecuatorianos a las universidades es limitado. Así consta en estudios realizados por el investigador John Antón Sánchez, docente del Instituto de Altos Estudios Nacionales (IAEN). Según Sánchez, los colectivos sociales afros exigen que se aplique el reglamento para que más jóvenes accedan a estudios de tercer nivel en universidades públicas. 

¿Habrá milagro que multiplique los recursos de Educación? – El Salvador, El Salvador

En el nuevo presupuesto todos los rubros de Educación han sido recortados, pero el ministro del ramo ofrece continuar con los programas, dotar de computadoras las escuelas, construir dos grandes centros escolares modelos aptos para fotografías de propaganda… 

El miedo a los estudiantes – Siglo 21, Guatemala

No hay nada que aterre más a los monstruos del poder que la voz, la mano alzada y el rostro convencido de las y los estudiantes. Aquí, en México o en cualquier parte del mundo. Por eso, el drama en México es un drama universal. La metáfora permanente, sin nacionalidad ni tiempo de caducidad, que nos recuerda cómo nuestro mundo está configurado para el ejercicio poderoso de quienes niegan la vida y se instalan en palacios de muerte y dolor. 

Más de 400 maestros reciben técnicas de lectura en Honduras – La Tribuna, Honduras

Nuevas técnicas para facilitar la comprensión y la lectura de los menores hondureños recibieron este día, más de 400 docentes que participaron en el primer congreso educativo “Lectoescritura como elemento fundamental en la calidad de la educación”. 

Ayotzinapa y la nueva insurgencia cívica – La Jornada, México

El fuego devora un vehículo frente al palacio de gobierno de Chil¬pancingo. En el chasis de otro derribado, sobre uno de sus costados, manos rabiosas pintaron: Justicia.

La edad escolar media – La Voz del Sandinismo, Nicaragua

Esta etapa del desarrollo se llama con razón ¨la plena niñez¨. Entre los 9 y los 12 años alcanza el niño en su desarrollo el estadio que nos parece característica y típicamente infantil. Desde todos los puntos de vista (físico, psíquico y espiritual) se completa la personalidad infantil en esta fase importantísima del desarrollo. .

La educación sexual y el futuro de los jóvenes en Panamá – La Estrella de Panamá, Panamá

Al finalizar el periodo que la comisión de la Asamblea de Diputados había dispuesto para la consulta ciudadana en torno al proyecto de ley 61, ‘por la cual se adoptan políticas públicas de educación integral, atención y promoción de la salud’, que se refiere a temas de salud sexual y reproductiva, se ha generado un debate versado en conceptos médicos, epidemiológicos, bióticos y legales.

Cinco datos claves sobre los colegios de alto rendimiento – El Comercio, Perú

Como lo anunció El Comercio en mayo pasado, el Ministerio de Educación pondrá en marcha en marzo del próximo año hasta14 Colegios de Alto Rendimiento (COAR), que albergarán a los mejores estudiantes de los colegios públicos del país. 

Faltan más profesores de ciencias en todo el Paraguay, asegura el MEC – Diario ABC Color, Paraguay

Intelectuales, científicos, investigadores y autoridades nacionales e internacionales debatieron durante dos días en el Precongreso de Ciencia, Tecnología, Innovación y Educación, que se celebró recientemente en la ciudad de Asunción. 

Estudiantes se convierten en portavoces contra el chikungunya – El Nuevo Día, Puerto Rico

Estudiantes de escuelas públicas de Carolina y San Juan se han convertido en portavoces en sus hogares y comunidades para prevenir la picada de los mosquitos portadores de los virus del dengue y el chikungunya, como parte de un esfuerzo legislativo con los departamentos de Salud y de Educación. 

Reforma, pacto y presupuestos de educación – Hoy, República Dominicana

Pese al alto grado de analfabetismo entre personas adultas y a las condiciones de pobreza en la que vivía la mayoría de los dominicanos en tiempos de Trujillo, la economía del país experimentó un significativo avance debido a que las técnicas que en esa época se empleaban en la producción de bienes y servicios eran relativamente sencillas y se asentaban en relaciones muy simples. 

Mujica: “El reparto de los recursos a la educación dibujará el futuro” – El País, Uruguay

El presidente de la República, José Mujica, dedicó su audición radial de este martes en Radio Uruguay al tema de la educación. 

Crisis institucional universitaria – El Nacional, Venezuela

Hoy no hablaré de la crisis económica. Esa es responsabilidad del gobierno por su política cambiaria y monetaria; la guerra económica no existe; la solución a la inflación y a la escasez la tienen ellos, pero no hacen nada. 

PESQUISA EDUCACIONAL

Os arquivos escolares como fonte de pesquisa para a história da educação Virgínia Pereira da Silva de Ávila – EXCLUSIVO

Considerando como princípio fundamental a indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão buscando a excelência na formação profissional, a produção do conhecimento e a reflexão sobre as práticas sociais vinculadas à educação escolar, o projeto tem como finalidade realizar o levantamento, higienização, catalogação e digitalização de fontes primárias relativas à história da educação escolar do município de Petrolina e região, compreendendo a segunda metade do século XX.

PENSAR INDICA

Marque na sua agenda: lançamento dos livros do projeto Pensar a Educação, Pensar o Brasil (1822-2022)

Leitor Indica Letra A, o jornal do alfabetizador – CEALE/ FAE/UFMG

O jornal Letra A é um instrumento de formação continuada produzido pelo Ceale. Seu principal objetivo é oferecer o acesso permanente de educadores a materiais que alimentem seu processo de formação e os tornem sempre mobilizados para responder aos desafios da alfabetização e do letramento. O Letra A tem circulação nacional. A sua periodicidade é bimestral e são publicados quatro números por ano. Cada edição traz reportagens, entrevistas e matérias com informações de qualidade a respeito da prática desses educadores, de seus desafios e conquistas.  

INDICAÇÃO DO LEITOR

III Simpósio do saber – Tiago Tristão Artero

Participe do nosso boletim enviando sua indicação para o e-mail 

CONVITE AO LEITOR

Especial sobre a CONAE

Na edição do dia 28 de novembro, o Pensar a Educação em Pauta publicará, na seção Educação em  Debate, um dossiê sobre a Conferência Nacional de Educação a ser realizada em Brasília dos dias 19 a 23 deste mês. Convidamos os leitores a nos escreverem sobre a importância do evento e sobre seus possíveis desdobramentos nas políticas de educação no país. Textos de relatos de experiência de quem tenha participado da Conferência também serão muito bem vindos.

OPINIÃO DO LEITOR

Participe do nosso boletim enviando sua opinião ou comentário para o e-mail 

Projeto Pensar a Educação, Pensar o Brasil 1822/2022
Coordenação Geral – Luciano Mendes de Faria Filho e Tarcísio Mauro Vago

Pensar a Educação em Pauta
Coordenação Geral – Priscilla Bahiense e Luciano Mendes
Coordenação de Pesquisa e Diagramação: Sandra Ribas

Av. Antônio Carlos, 6627 – Belo Horizonte – MG – CEP: 31270-901
E-mail: – Telefone: (31) 3409-5313

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *