Cinema, educação e negritudes

Na apresentação do terceiro volume do livro “Negritude, Cinema e Educação”, Edileuza Penha de Souza afirma que “Ao trazer o cinema para a sala de aula, cunhamos possibilidades de tornar mais intenso relações afetivas com e entre os estudantes; concebemos um mundo com infinitas linguagens e possibilidades de pensar a realidade.” E a professora Edileuza esteve no programa de rádio do dia 30 de setembro para falar da relação do cinema na escola, pensar identidades negras no cinema, a implementação da Lei 10.639 e a formação de professores.