Seminário de 2015:

Das Escolas normais á pós graduação: 180 anos de formação de Professores no Brasil”

 

1ª Conferência 26/03/2015 “Configuração histórica, cenário atual e perspectivas para a formação de professores”.

Barnadete Gatti (FCC)

A abertura do seminários dedicado aos 80 anos de formação de professores no Brasil recebeu a pesquisadora da Fundação Carlos Chagas Bernadete Gatti para falar sobre o significado da profissão. Ela fala de uma formação que torne o professor alguém incluído na sociedade e qualifique seu trabalho para escolas inclusivas.

2ª Conferência 30/04/2015 “Eu escola Normal e eu normalista”

Eliane Marta Lopes (UFMG/UFOP)

A escola normal é importante componente na história da formação de professores no Brasil. Uma história tão fragmentada como a da formação de professores precisa de revisões constantes para estabelecer seus rumos.

3ª Conferência 28/05/2015 “Das escolas Normais à Pós-Graduação: 180 anos de formação de professores no Brasil”

Anamaria Bueno de Freitas (UFS)

Em 180 anos de formação de professores no Brasil foram muitos projetos e metas estabelecido para os cursos de formação e também para a atuação desses profissionais nas escolas. A professora falou da luta constante dos professores por mais direitos, melhores condições de trabalho e salários melhores.

4ª Conferência 25/06/2015 “Das escolas Normais à Pós-Graduação: 180 anos de formação de professores no Brasil”

Samira Zaidan (UFMG)

A professora mostrou em sua apresentação a percepção que os professores percebem a própria atuação. Ela questiona os projetos de formação de professores que não são compatíveis com uma sociedade de ampliação de direitos como o Brasil.

5ª Conferência 27/08/2015 Demerval Savianni (UNICAMP)

O professor falou sobre as vicissitudes da formação de professores no decorrer da história e as inúmeras e constantes mudanças nas políticas formativas. Este comportamento tão instável nos programas de formação contribui para um não estabelecimento de uma política sólida.

6ª Conferência 24/09/2015 João Valdir de Souza (UFMG)

Na confêcia, o professor discutiu a formação de professores no contexto civilizatório da modernidade passando pelas instituições religiosas e os contextos políticos e sociais brasileiros nos últimos 180 anos. O pesquisador buscou explicar o conceito de ensino.

7ª Conferência 29/10/2015 Carlos Roberto Jamil Cury (UFMG/PUC-MG)

De alguma maneira tudo que se fez nesses 180 anos teve como referência (ao menos formal) o direito à educação. O professor Cury revisa cada projeto e programa de formação de professores que busca oferecer educação de qualidade à todos os cidadãos.