VIII Seminário Anual Pensar a Educação, Pensar o Brasil

– 2014 –

“Universidade Pública: inclusão, diversidade e qualidade”

 

AAAAAAAAAAAAAA

Universidade pública: inclusão, diversidade e qualidade
Nilma Lino Gomez (UFMG/UNILAB)
27/02/2014
A Professora Nilma Lino Gomes colocou em contraste os temas inclusão, diversidade e qualidade. Ela destaca a forma como a diversidade vem sendo considerada no cenário cultural, educacional e político e de que forma isso influencia na Universidade contemporânea.

 

 

Universidade pública: inclusão, diversidade e qualidade
Marco Aurélio Maximo Prado (UFMG)
27/03/2014
A experiência acadêmica no Brasil se constitui historicamente, a partir de uma hegemonia branca, heterossexual e especialista. Marco Aurélio Máximo Prado, discorre sua crítica a partir do conceito de equivalência de direitos.

Universidade pública: inclusão, diversidade e qualidade
Rodrigo Ednilson de Jesus (UFMG)
24/04/2014 
Articular inclusão, diversidade e qualidade. Incluir os diversos mantendo a qualidade. Esses são debates que se relacionam a democratização da universidade, e que em termos públicos, emergem a partir do inicio dos anos 2000. A partir da analise de um site oficial, lançado pela UFMG, no ano de 2005, intitulado “Inclusão social: um debate necessário?”, Rodrigo Ednilson de Jesus coloca em questão o projeto de reserva de vagas nas universidades públicas.

 

 

Universidade pública: inclusão, diversidade e qualidade
Jaime Arturo Ramirez (UFMG)
29/05/2014 
Com dados nacionais, o professor Jaime Arturo Ramirez lembrou a importância de se considerar a diversidade na construção de uma educação de qualidade. O professor destacou o papel da universidade de possibilitar aos alunos que vêm de escola pública possam estudar e permanecer na universidade para se tornarem bons profissionais e cidadãos.

 

AAAAAAAAAAAAAAA
Universidade pública: inclusão, diversidade e qualidade
Tomaz Aroldo da Mota Santos (UFMG)
28/08/2014
O Professor Tomaz apresenta sua própria experiência como cidadão negro dentro da universidade. Ele fala de como a presença desse grupo na academia inspira jovens é ingressar na universidade e se tornarem profissionais de qualquer área. Ele ainda registrou a importância da autonomia universitária para planejamento e execução de programas e inclusão.

 

 

Universidade pública: inclusão, diversidade e qualidade
Lucia Pereira Leite (UNESP – Bauru)
25/09/2014 
A professora destacou as características específicas da Educação Especial. Ela fala de como a acesso precisa proporcionar a autonomia do estudante dentro das instituições de ensino. Ela fala da falta de foco nas práticas relacionadas à inclusão e a importância da formação de Educação Especial na formação e qualificação de professores e outros profissionais.

 

 

Ensaios sobre ações afirmativas no ensino superior: acesso, progressão e  uma proposta de revisão da atual lei de cotas”
Alvaro Alberto Ferreira Mendes Junior (UFMG)
30/10/2014 
O doutorando em Ciências econômicas da UFMG defendeu uma revisão das política de cotas implantada no Brasil em 2012. A proposta do pesquisador é estabelecer critérios mais justos para a seleção de alunos cotistas. Ele também observa os efeitos da inserção de alunos através de cotas nas universidades federais, avaliando os resultados de alunos em cotistas avaliados em diversas pesquisas nacionais.

Universidade pública: inclusão, diversidade e qualidade
Ana Maria Rabelo Gomes (UFMG)
27/11/2014 
A última conferência de 2014 destacou a questão indígena na universidade. A pesquisadora Ana Maria Rabelo fala da importância de qualificar os debates a cerca do assunto e espandir tais discussões para a comunidade externa á academia para produzir impactos que ainda não estão sendo produzidos.