Narrativas De Um Olho Só – Parte III

Narrativas de um olho só – Parte III

- interpretabilidade atemporal- Ivane Laurete Perotti   Num país como o Brasil, manter a esperança viva é em si um ato revolucionário. (Paulo Freire) _ Não entendo, professora... _ Diga, o que não entende? _ Essa coisa de narrativas e,…

Leia Mais
Narrativas De Um Olho Só – Parte II

Narrativas de um olho só – parte II

as demandas dos dias e a urgência por uma pauta para a educação  Ivane Laurete Perotti  [...] a realidade opressiva absorve os que nela estão e, assim, age para submergir a consciência dos seres humanos. Paulo Freire _ Professora, por…

Leia Mais
Narrativas De Um Olho Só – Parte I

Narrativas de um olho só – parte I

A educação é assunto de todas as gentes Ivane Laurete Perotti  Educar é impregnar de sentido o que fazemos. (Paulo Freire) Parecia domingo, não fossem os uniformes em azul e branco que tomavam a avenida. Alguns adolescentes apostavam corrida sem…

Leia Mais
Criança Com Fome Não Brinca – Parte III

Criança com fome não brinca – parte III

- a fome nunca foi embora: criou garras maiores e mais poderosas –   Ivane Laurete Perotti   Agosto ganhava fôlego. O que parecia ser um fenômeno natural, descrevia o mês com cheiros de maus agouros. Empilhados pelas calçadas, involuntários…

Leia Mais
CRIANÇA COM FOME NÃO BRINCA – Parte II

CRIANÇA COM FOME NÃO BRINCA – parte II

faces da miserabilidade  Ivane Laurete Perotti [...]a pobreza não é natural. É feita pelo homem[...] Nelson Mandela Julho ameaçava o fim das férias. Aulas em retorno. Escola cheia. Não muito longe do portão da escola, três crianças espiavam o movimento.…

Leia Mais
CRIANÇA COM FOME NÃO BRINCA – Parte I

CRIANÇA COM FOME NÃO BRINCA – parte I

- cenas impróprias para a vida – Ivane Laurete Perotti Não é a pornografia que é obscena. É a fome que é obscena. José Saramago Julho entrou rasgando. Rasgou a pele ressecada. Arrepiavam-se os pequenos sulcos trincados. Ou o vento,…

Leia Mais
Incapacitados Para O Silêncio

Incapacitados para o silêncio

Ivane Laurete Perotti     _ Silêncio! _ Shhhhhhhhhhhhhh! _ Xiiiiiiiiiiiiiiiii! O sol toma solto o dia que avança. O horário das aulas intercala momentos de extremo caos com caos a todo o momento. Nesgas de silêncio não ganham espaço…

Leia Mais
Em Cena: O Sono

Em cena: o sono

- por uma infância na escola e uma escola na infância-   Ivane Laurete Perotti   Por qualquer ângulo que se espreitasse a sala de aula via-se alunos em estado de pleno adormecimento. Dormiam como se não houvesse amanhã. _…

Leia Mais
Carta De Um Aluno Ao Seu Professor

Carta de um aluno ao seu professor

Ivane Laurete Perotti   Professor, decidi escrever uma carta para você, já faz muito tempo. Eu não sabia como iniciar, daí esperei até agora. Então, vou começar dizendo que passo mais tempo com você aqui na escola do que passo…

Leia Mais