Ainda é tempo

Dalvit Greiner

 

 

Ainda é tempo de falar de utopias

Sonhar com Pasárgada ou a Cocanha

A Terra Sem Males é aqui mesmo

Agora, já! Com a certeza dos deuses

Que num verbo faz.

 

Ainda é tempo de sonhar com utopias

Sonhar com modelos de anarquias

Recriar desejos arquetípicos

E com as paciências necessárias

Lutar: o tempo é agora!

 

Ainda é tempo de professar futuros

(Difíceis, impossíveis ou não)

Utópicos, socialistas, anarquistas

Pensar no difícil como algo

Que ainda não foi feito

 

Ser professor é isso:

Falar e construir utopias

Sonhar possibilidades

Superar dificuldades

Construir construindo-se

 

Ser professor é acreditar na utopia

“O melhor lugar do mundo é aqui e agora!”

Que é possível (sim!!!) um mundo

De Liberdade, Igualdade e Fraternidade

Um mundo anarquicamente feliz

“Sem polícia, nem milícia,nem feitiço,

cadê poder?”

 

Um mundo onde os grãos e as crianças

São certezas de futuro e imortalidade.

Um mundo em que professores lutam

diariamente, contra tudo e todos,

(“acendendo a esperança e apagando a escuridão”)

Na certeza de que o mundo novo virá!

 

Creio nisso, ainda é tempo!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *