Ano 5 – Nº 187 / sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

EDITORIAL

Autoritarismo institucionalizado e resistência coletiva

Como era de se esperar após o golpe do ano passado, 2017 foi um ano muito duro e dolorido para todos(as) aqueles e aquelas que defendem a democracia e o Estado de Direito, lutam por políticas públicas mais inclusivas e dirigidas à promoção das igualdades e que valorizam e promovam as nossas diversidades. Leia mais.

 

Mídias, Educação e Espaço Público

Em 2018 o Pensar a Educação, Pensar o Brasil realizará o seu XII Seminário Anual. As conferências do próximo ano vão discutir o tema “Mídias, Educação e Espaço Público”. Estão todos convidados a apresentar as disputas que se estabelecem sobre os sentidos da educação no espaço público por meio da análise das formas como as diferentes mídias focam a questão da educação.

Caro(a) leitor(a), queremos conhecer você!

NAS ONDAS DA EDUCAÇÃO
O programa de rádio Pensar a Educação, Pensar o Brasil está de férias, e volta às ondas das rádios UFMG Educativa e UFOP Educativa em março de 2018. Enquanto isso, você pode lembrar todos os programas de 2017 no nosso site.

ENTREVISTA
Feminismo e mulheres na história e na escola – Professora Ana Carolina Alves de Faria
No último programa Pensar a Educação, Pensar o Brasil de 2017, a professora das Escolas Municipais Eli Horta Costa (Contagem) e Artur Trindade (Betim), Ana Carolina Alves de Faria, falou sobre o projeto “Filosofia feminina na História: pela igualdade de gênero na escola e na sociedade”.

CONVITE À LEITURA
Culturas orais, culturas do escrito: Intersecções – Priscilla S. B. Verona – EXCLUSIVO
O livro apresenta ao leitor dezoito estudos que visam contribuir para o avanço do conhecimento sobre as múltiplas dimensões do campo da cultura escrita.

A edição das Obras Completas de Rui Barbosa, uma história –  Tânia Maria Teixeira Nakamura – EXCLUSIVO
Luciano Mendes de Faria Filho se empenhou em mostrar a trama da construção social do “monumento” Rui Barbosa, de como este foi lido, interpretado e apropriado pelos pensadores e estudiosos da educação para as questões da época da publicação.

EDUCAÇÃO EM DEBATE
Quando a política já não é mais quase nada a não ser perversão – Alexandre Fernandez Vaz – EXCLUSIVO
A política supõe uma economia dos afetos, mas quando os argumentos não têm valor, só aqueles valem. Medo, ressentimento e ódio, passam a valer muito.

Expansão urbana e educação ambiental na região do Carste: valorização pedagógica das paisagens ao norte da Grande BH – Vagner Luciano de Andrade – EXCLUSIVO
O Norte da Grande BH é região de extremo potencial pedagógico, sendo necessária uma imediata revalorização da área.

EJA: o que esperar em Belo Horizonte? – Dalvit Greiner – EXCLUSIVO
Estamos aguardando. Torcendo. Sem saber para onde irá em 2018. Sem saber o que esperar da Educação de Jovens e Adultos em Belo Horizonte.

Intolerância religiosa não se discute na escola! – Otavio Henrique Ferreira da Silva – EXCLUSIVO
É visível o tanto que há na escola e na sociedade a necessidade de se debater mais sobre a intolerância religiosa.

La Universidad Pública brasilera bajo ataque – Felipe Zurita – EXCLUSIVO
Las nuevas autoridades, en diálogo con grandes grupos económicos brasileros y extranjeros, se han mostrado abiertamente decididas a desmontar una serie de Políticas Públicas

Uma inovação virtuosa na educação brasileira – Isaac Roitman
O modelo educacional vigente, concebido em séculos passados, não foi capaz de acompanhar as significativas mudanças que a sociedade passou a experimentar no alvorecer do século 21.

Ataque às universidades públicas – Educação em Pauta – Marcus Taborda
Para o professor Marcus Taborda os recentes ataques às universidades públicas são resultado do momento político que agora questiona instituições com pensamento autônomo, caso das universidades.

Condução coercitiva de servidores/as da UFMG pela PF – Pensando Bem – Beatriz Cerqueira
Esta semana, a Coordenadora-geral do Sind-UTE/MG, Beatriz Cerqueira, comentou sobre a condução coercitiva de servidores/as da UFMG pela Polícia Polícia Federal, no última dia 06 de dezembro.

Leia mais.

ENTREMEMÓRIAS
O pingado era apenas a desculpa – Luiz Carlos da Paixão – EXCLUSIVO
O PINGADO era apenas um texto, uma desculpa para nos levar a caminhos e pensamentos mais críticos, sem ter que ser direto ou mesmo claro no que se propunha a nos conduzir.

PESQUISA EM ANDAMENTO
História do ensino de matemática no Colégio de Aplicação da Faculdade de Filosofia da Universidade Federal de Minas Gerais (1954-1968) – Renata Alves Costa e Maria Laura Magalhães Gomes – EXCLUSIVO
Este trabalho objetiva construir uma história do ensino de Matemática do Colégio de Aplicação da Faculdade de Filosofia da UFMG, no período de 1954 a 1968.

PESQUISA EDUCACIONAL
O Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) e as relações público/privadas no ensino superior – Margarita Victoria Rodriguez; Jorismary Lescano Severino; Caroline Maciel e Silvia Helena Andrade Brito – Revista Internacional de Educação Superior (UNICAMP)
Este trabalho analisa a regulamentação e a aprovação de bolsas e subprojetos Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID), sob a perspectiva da relação público/privada no ensino superior.

CIÊNCIA E TECNOLOGIA
A produção de artigos científicos como instrumento para uma visão crítica das desigualdades regionais – Sidclay Cordeiro Pereira – EXCLUSIVO
Como a universidade pode contribuir para a comunidade onde está inserida? O que pode fazer um graduando além de cursar componentes curriculares?

Leia mais.

EDUCAÇÃO PELO BRASIL
Paulo Freire segue como patrono da educação – Carta Educação
Sugestão Legislativa movida pelo Escola Sem Partido foi rejeitada no Senado

Leia mais.

​AMÉRICA LATINA
Mientras en Francia lo prohíben, en el país fomentan el uso del celular en las aulas – La Nación, Argentina
En 2006, su uso quedó prohibido en las aulas de los colegios primarios y secundarios, públicos y privados. Pero la restricción fue derogada una década después.

Leia mais.

​PENSAR INDICA
Quero na Escola! vai além dos currículos e procura aproximar os estudantes da escola pública e o mundo. A plataforma recebe demandas de conteúdo que não estão no currículo e de alunos de escolas públicas de todo o Brasil e reúne um time de voluntários para atender aos pedidos. A equipe do Quero na Escola viabiliza a aula, que pode ocorrer na própria instituição, em alguma biblioteca pública ou centro cultural da região.

TIRINHA
Armandinho