Fórum discute o lugar da ciência na esfera pública

VIII Fórum de Cultura Científica da UFMG discutiu a propagação de informações ligadas à ciência e caminhos para realizar uma divulgação científica mais eficiente

Participantes do VIII Fórum de cultura científica da UFMG. Foto: DDC/PROEX/UFMG

Yolanda Assunção

Na última quarta-feira, dia 13, a Diretoria de Divulgação Científica da UFMG realizou a 8ª edição do Fórum de Cultura Científica da instituição. Com o tema ‘Ciência na esfera pública’ o evento reuniu especialistas, pesquisadores, comunicadores e estudantes para discutir a ocupação da ciência no espaço de discussão pública e propor caminhos para tornar a Comunicação Pública da Ciência mais eficiente.

Uma das participantes do Encontro foi a coordenadora do Observatório da Comunicação Pública da Ciência, professora Valéria Raimundo, do departamento de Comunicação da UFMG. A professora destacou a importância de conhecer e avaliar a própria ideia de Esfera Pública e assim compreender a relação que a audiência tem com a produção e divulgação científica.

O professor Carlos D’Andrea, também do departamento de Comunicação da UFMG, apresentou parte do trabalho realizado por ele no Núcleo de Pesquisa em Conexões Intermidiáticas (NucCon) da universidade junto ao programa de Pós-Graduação em Comunicação da universidade. A partir de pesquisas em andamento o professor destacou como é importante para quem pensa a divulgação científica compreender os processos e linguagens que envolvem o fluxo de informações nas Plataformas Digitais.

Também participaram do encontro os pesquisadores Federico Neresini e Emanuele Di Buccio, da Universidade de Pádua, na Itália que apresentaram um pouco do trabalho realizado pelo Projeto TIPS do centro de Estudos de Ciência Tecnologia e Inovação de Pádova (PA.S.T.I.S.). A plataforma reúne uma equipe multidisciplinar a fim de reunir, armazenar a e avaliar dados a respeito da cobertura de Ciência e Tecnologia em jornais do mundo inteiro. Eles destacaram alguns pontos no processo de divulgação científica como a dificuldade de cientistas compreenderem processos de comunicação e o reconhecimentos de ambientes ondes circulam as mais diferentes informações ligadas à ciência.

O Fórum também teve um momento dedicado ao debate com todos presentes no auditório que fizeram perguntas e comentários a fim de articular possibilidades e iniciativas de comunicação pública e da ciência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *