Foto: Divulgação

Projeto da UFMG sobre o parto é premiado

‘Sentidos do nascer’ é uma das 15 iniciativas inovadoras em educação na saúde reconhecidas nacionalmente pelo Ministério da Saúde

O projeto de extensão Sentidos do nascer foi um dos 15 premiados pelo Ministério da Saúde em edital do Laboratório de Inovações em Educação na Saúde, na categoria Integração ensino – serviço – comunidade. “Trata-se do reconhecimento do potencial dessa intervenção para mudança de cultura e de práticas sobre nascer no Brasil. O prêmio não implica novo financiamento, como o que conseguimos em 2016 com o InovaSus, mas atesta o caráter inovador da iniciativa e de sua capacidade de ser replicada em outras regiões”, explica o professor Bernardo Jefferson de Oliveira, da Faculdade de Educação da UFMG.

Segundo ele, que coordena a iniciativa, o projeto busca contribuir para a mudança da percepção e cultura sobre o parto e nascimento, com formação e mobilização social amparadas nos direitos da mulher e da criança e em boas práticas destinadas ao cuidado e à conscientização sobre a cesariana desnecessária e a prematuridade iatrogênica (situação em que o parto ocorre sem que o bebê esteja suficientemente maduro).

A iniciativa receberá do Ministério da Saúde e da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) o certificado de reconhecimento em cerimônia pública. Seus resultados serão sistematizados e publicados na série técnica NavegadorSUS.

Sentidos do nascer foi o único projeto selecionado em Minas Gerais. As iniciativas foram avaliadas por comissão formada por especialistas da Organização Pan-americana da Saúde (Opas) e do Ministério da Saúde. Na segunda etapa do processo, foram selecionadas 31 práticas (entre as 251 inscritas inicialmente) que receberam visita in loco dos integrantes da comissão.

Assista a vídeo da TV UFMG sobre o projeto Sentidos do nascer:

Fonte: UFMG/Assessoria de Comunicação da Proex

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *