Lançamento do livro “Por que estudar História?”

Lançamento do livro “Por que estudar História?”

Período: 04/04/2019

Horário: 19:30

Localização: AML


Após publicar o livro/DVD Minas Gerais nos arquivos históricos de Portugal, o professor Caio César Boschi, diretor do Centro de Memória e de Pesquisa Histórica da PUC Minas, lança, nesta quinta-feira, 4 de abril, o livro Por que estudar História?. O lançamento, pela Editora PUC Minas e Academia Mineira de Letras, será às 19h30, na AML (rua da Bahia, 1.466, Centro), em Belo Horizonte. O professor Caio Boschi é docente do Departamento de História da PUC Minas e membro da AML.

Nos últimos anos têm sido crescentes os debates sobre o lugar da História nas sociedades contemporâneas. Questões acerca do ensino de história, da produção do conhecimento histórico, da natureza do ofício do historiador e de seu papel diante das demandas sociais são temas que têm mobilizado diferentes setores da sociedade brasileira. Nesse âmbito, são recorrentes as perguntas: qual o lugar da história no mundo contemporâneo? Oque ensinar? Como ensinar? O ensino de história pode ser “neutro”?

Essas perguntas têm instigado a comunidade de professores e historiadores, e as respostas apresentadas expressam significativas divergências. Um elemento adicional para o exercício da prática docente são os ataques de setores conservadores que visam cercear a liberdade de ensinar, impactando especialmente o ensino de história.

Nesse contexto, o livro Por que estudar história, do professor Caio Boschi, apresenta-se como contribuição de grande relevância. Dividido em cinco capítulos, a obra apresenta um conjunto de temas e informações referentes à construção do conhecimento histórico, ao conceito e uso das fontes, aos métodos de pesquisa e à importância da história para garantir a permanência de valores universais como democracia, direitos humanos e respeito às minorias.

O trabalho de Caio Boschi chega como um reforço às discussões concernentes ao papel da história ao defender a importância da disciplina dentro de uma sociedade saturada em informações e testemunha de rápidas e desnorteantes mudanças.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *