Gestão democrática da Escola

Na coluna desta semana a coordenadora do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais, Denise Romano, ressalta a importância de luta contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 32/2019, que retira a gestão democrática como princípio da Constituição Estadual e proíbe a consulta à comunidade para a escolha da direção das escolas estaduais. Ela destaca que o governo do Zema segue com uma postura gerencialista, responsável por precarizar a autonomia e qualidade da educação pública.

A coluna Pensando Bem é uma parceria do PEPB com o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais e volta na semana que vem.