IMG 3097 Compressed

Interferências externas na universidade

O Ministério Público Federal em Goiás instaurou um procedimento preparatório para apurar a oferta da disciplina Golpe de 2016 pela Universidade Federal de Goiás. A representação apresentada ao MPF afirma que a disciplina não teria caráter acadêmico, mas sim de propaganda político-partidária custeada com dinheiro público. A universidade terá de repassar todas as informações sobre a disciplina para análise do MP. A disciplina ofertada segue tendência de outras universidades públicas, como UFBA e Unicamp, que também ofertam cadeiras similares. Assim como em Goiás, a disciplina anunciada pela UnB recebeu oposição do Ministério da Educação, que pediu apuração sobre a oferta, gerando indignação na comunidade acadêmica. Na coluna desta semana, o professor Marcus Taborda comentou com o jornalista Vinicius Luiz a interferência externa nas universidades.